Coronavírus

CNN Brasil: Rafael Colombo se recupera da Covid e anuncia que mulher reinfectada volta “em breve”

Marcela Rahal trabalhou presencialmente durante quarentena do marido e incomodou colegas

Publicado em 29/03/2021

Rafael Colombo, apresentador da CNN Brasil, retornou à bancada do CNN Novo Dia nesta segunda-feira (29). O jornalista havia testado positivo para Covid-19 e cumpriu duas semanas de quarentena em sua casa. Recuperado da doença, ele recebeu as boas-vindas de Luciana Barreto, substituta de Elisa Veeck, que também foi infectada pelo coronavírus.

“Agora está tudo bem. Descansado, feliz em estar de volta. Senti muito a falta de todos vocês, dos colegas, dessa equipe sensacional que a gente tem aqui no Novo Dia e de todos que perguntaram a respeito do meu estado de saúde nas redes sociais. Agora está tudo certo. Definitivamente recuperado e pronto para a gente voltar a conviver todos os dias de manhã aqui, porque faz muita falta”, comemorou Rafael Colombo na abertura do telejornal matinal.

Após recepcionar Colombo, Luciana Barreto mencionou a colega infectada: “Estamos quase na normalidade. Falta a pessoa que ocupa essa cadeira, Elisa Veeck. Já já ela está de volta também”. A titular do Novo Dia está com Covid-19, segundo apurou a coluna com fontes do canal, porém não tornou público o diagnóstico e limitou-se a informar em suas redes sociais que retornará ao canal “em alguns dias”.

Quem também não revelou o estado de saúde foi Marcela Rahal, que até bloqueou o autor desta coluna no Instagram após seu teste positivo para Covid-19 ser revelado. Coube ao marido comunicar ao público sobre a jornalista. “Tem muita gente me perguntando. A Marcela volta em breve à programação da CNN também”, disse Colombo no encerramento do Novo Dia.

Elisa Veeck e Marcela Rahal estão afastadas desde o dia 22. A mulher de Rafael Colombo testou positivo pela segunda vez enquanto o marido se recuperava da Covid. Mesmo com o jornalista infectado, ela dava expediente no estúdio do Live CNN e preocupava parte da equipe por um possível contágio por coronavírus dentro da redação.

A coluna apurou que a direção da CNN Brasil havia justificado aos funcionários que Marcela Rahal estaria imune porque contraiu a doença no passado. O temor da equipe se confirmou com o resultado positivo da apresentadora, e a emissora se viu obrigada a afastá-la em cumprimento aos protocolos mais rígidos de combate à Covid-19 com a piora da pandemia em São Paulo, sede do canal de notícias.

Rahal testou positivo para a doença em outubro de 2020 e cumpriu quarentena durante uma semana. Na ocasião, a emissora também afastou Rafael Colombo, que ficou dois dias fora do ar e voltou após seu exame ter dado negativo para o coronavírus.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade