Haja Coração e Salve-se Quem Puder: Globo expõe semelhanças entre as tramas

As duas novelas têm a mesma autoria e direção, o que as torna parecidas

Publicado há um mês
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A princípio, havia a esperança de que a pausa de Salve-se Quem Puder, novela das sete da Globo, seria curta. Por isso, acreditava-se que Totalmente Demais seria a única reprise necessária no horário. No entanto, a pandemia de covid-19 seguiu como uma realidade, o que obrigou a Globo a recorrer a uma nova reprise. E veio Haja Coração.

Se nada mudar, Salve-se Quem Puder retornará ao ar ao fim de Haja Coração. A “dobradinha” de folhetins, portanto, vai evidenciar a forte semelhança entre as duas produções. Afinal, as novelas são escritas pelo mesmo autor, Daniel Ortiz, e comandadas pelo mesmo diretor, Fred Mayrink.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isso já torna as duas novelas “plasticamente” muito parecidas. Há um colorido, que é carregado tanto pelos cenários iluminados quanto pelas tintas dos personagens, boa parte com um tom elevado e meio nonsense. As características são uma espécie de assinatura do diretor das duas produções.

Além disso, as duas novelas repetem atores em tipos semelhantes. O caso mais notório é o de João Baldasserini, que vive Beto em Haja Coração e Zezinho em Salve-se Quem Puder. O primeiro é um publicitário urbano, enquanto o segundo é um interiorano ingênuo. Mas ambos fazem um tipo de humor bastante parecido. E a performance do ator também não muda muito de uma novela para outra.

Salve-se Quem Puder também tentou reeditar o sucesso do casal #Shirlipe, que foi uma das grandes sensações de Haja Coração. Na trama que está em exibição, Shirlei (Sabrina Petraglia) e Felipe (Marcos Pitombo) se apaixonam, mas enfrentam as diferenças sociais que o separam para ficarem juntos.

Em Salve-se Quem Puder, o casal de atores voltou a se encontrar, desta vez como Micaela e Bruno. A premissa do casal é semelhante, embora haja a inversão de papéis. Se Shirlei era a mocinha indefesa e Felipe um homem seguro, aqui é o contrário: Micaela é segura, enquanto Bruno tem muitas questões.

Neste caso, a comparação entre os dois casais pode não se prolongar muito, já que a participação de Micaela em Salve-se Quem Puder foi reduzida em razão da gravidez da atriz. Ou seja, o folhetim em suspensão pode escapar desta constatação de semelhança, que estará em evidência quando a reprise chegar ao fim.

Entende-se a necessidade de uma reprise em tempos estranhos. No entanto, a direção da Globo deveria ter tido mais cuidado na escolha da sucessora de Totalmente Demais. Apostar numa reprise assinada pelo mesmo autor que comanda a trama suspensa não foi a melhor as estratégias. Havia outras opções de novelas das sete de sucesso para o horário, e que evitariam estas inevitáveis comparações.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio