Escândalo de Aldonza faz Aparício perder a presidência da Tecelagem Abdala

Decisão é tomada depois do escândalo armado pela feirante no Jubileu de Ouro da Tecelagem Abdala

Publicado há um mês
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Sassaricando, o pobre Aparício Varela (Paulo Autran) pensa todos os dias em como foi alto o preço pago pela segurança financeira: aturar Teodora (Jandira Martini) como esposa, com o gênio de cão que ela tem, é tarefa para os muito pacientes e abnegados, como ele.

Sem amor, mas com a disposição de dar certo na vida, Aparício se casou com Teodora. Todavia, em mais de 30 anos ele nunca deixou de ser humilhado e diminuído por ela, tanto em casa quanto na Tecelagem Abdala, inaugurada há 50 anos pelo pai dela, de Lucrécia (Maria Alice Vergueiro) e de Fabíola (Ileana Kwasinski).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois que Aparício – ou ‘Varela’, como ela prefere chamá-lo – se manifesta contra sua intenção de legar à filha única Fedora (Cristina Pereira) boa parte do patrimônio da família por ocasião de seu noivado e casamento próximo com Leonardo Raposo (Diogo Vilela), Teodora decide tirar o marido da presidência da Tecelagem Abdala.

Mas é claro que essa contrariedade sozinha não geraria tamanha consequência. Teodora também se ira com a confusão armada pela feirante Aldonza (Lolita Rodrigues), que invade a pomposa festa do Jubileu de Ouro da empresa para cobrar de Aparício contas sobre o paradeiro de seu marido, Ricardo de Pádua (Carlos Zara), pai de seus quatro filhos.

E é justamente ao pai de Jorge Miguel (Edson Celulari), Isabel (Angelina Muniz), Tancinha (Cláudia Raia) e Juana (Denise Milfont) que Aparício recorre quando Teodora tira dele o cargo de presidente. Será que o amigo, sumido da família há 15 anos, poderá ajudá-lo?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais