Relembre a história e os personagens de Sassaricando, nova novela do Viva

História de Silvio de Abreu teve inspiração numa comédia norte-americana dos anos 1950

Publicado há 18 dias
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A partir de terça-feira (8), o público vai conferir novamente no Canal Viva a novela Sassaricando, de Silvio de Abreu. Assim como em sua exibição original, iniciada em novembro de 1987, desta vez a novela substitui Brega & Chique, de Cassiano Gabus Mendes. Responderam pela direção Cecil Thiré, Lucas Bueno e Miguel Falabella.

É a história de Aparício Varela (Paulo Autran), que, ao ficar viúvo da milionária Teodora Abdala (Jandira Martini), decide reconquistar a mulher amada, a estilista Rebeca Rocha (Tônia Carrero), ex-namorada que deixou pela vida de luxo com Teodora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao ser rejeitado por Rebeca, ele resolve levar uma vida de boêmia e começa a se engraçar com duas amigas da estilista, a atriz Leonora Lammar (Irene Ravache) e a dona de casa Penélope Bacelar (Eva Wilma), recentemente abandonada pelo marido em favor de uma menina que poderia ser filha deles.

“Sassaricando é um dos clássicos da teledramaturgia brasileira. A novela traz um elenco com grandes atores, ícones da TV brasileira, juntos em cena. Temos certeza de que o público vai ser divertir muito com os personagens que marcaram época”, comenta Stephanie Purwin, Head de Programação do VIVA.

A trama trouxe ainda a icônica personagem Tancinha (Cláudia Raia). Filha da espanhola Aldonza (Lolita Rodrigues), Tancinha é uma feirante despachada e cheia de humor. Mora com a mãe e os irmãos, Jorge Miguel (Edson Celulari), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont), em uma pequena vila.

A moça vive um triângulo amoroso formado por Apolo (Alexandre Frota), seu vizinho lutador e valentão, e Beto (Marcos Frota), filho de Penélope, publicitário que a conhece na feira e se apaixona à primeira vista. Seu pai, Ricardo de Pádua (Carlos Zara), supostamente desaparecido, fugiu da vida de casado para morar no exterior. Com a ajuda de seu amigo Aparício, ele manda algum dinheiro para o sustento de sua família.

“Estou muito feliz que Sassaricando está de volta! É uma novela importantíssima na minha vida. Tancinha foi uma grande personagem e o primeiro presente que o Silvio de Abreu me deu. Ela foi a explosão da minha carreira. Até hoje é muito lembrada e me divirto com isso”, festeja Cláudia Raia.

Entre outros nomes, o elenco conta também com Cristina Pereira e Diogo Vilela, como o casal Fedora Abdala Raposo e Leonardo Raposo. Fedora é a mimada filha de Aparício e Teodora. Ela é completamente apaixonada por seu marido, Leonardo, e nem desconfia que na verdade ele é um grande charlatão e deseja matá-la para ficar com a herança da família. Isso ao menos no início, já que depois Leozinho se rende aos encantos de Fefê.

Do próprio título à trilha sonora, Sassaricando é uma trama cheia de humor e curiosidades. Para começar, Silvio de Abreu se inspirou na história de uma amiga para escrever a novela, que havia acabado de se separar e não sabia como seguir com sua vida após o episódio. Outra fonte de inspiração foi o filme Como Agarrar um Milionário, de 1953, dirigido por Jean Negulesco.

Já o título da trama, surgido numa conversa do autor com Daniel Filho, foi escolhido em homenagem à música dos anos 1950, que também foi usada como tema de abertura da novela, cantada por Rita Lee.

“Sempre achei Sassaricando um excelente nome para uma novela das sete. É ludico, divertido e popular. Por se tratar da história de um senhor, que depois de se livrar do julgo de uma mulher megera, opta por namorar e cair na gandaia, o nome serviu como uma luva”, explica o autor.

“Não escrevo uma novela inédita há mais de dez anos e Sassaricando é uma das minhas prediletas. Fico emocionado só de ver as chamadas e muito feliz em saber que vou poder admirar esse elenco fabuloso nos próximos meses”, finaliza Silvio.

Em 2016, Daniel Ortiz, autor de Salve-se Quem Puder, se baseou em Sassaricando para escrever Haja Coração, também para o horário das 19h e que voltará ao ar nesse mesmo horário em outubro, substituindo Totalmente Demais – a exemplo da primeira exibição das duas novelas.

Miguel Falabella relatou numa entrevista ao Projeto Memória Globo que a experiência de dirigir Sassaricando não foi muito boa para ele, que não estava habituado a lidar com pessoas difíceis como eram em sua visão os protagonistas, Paulo Autran e Tônia Carrero. Tanto que, em quase 40 anos de ligação com a emissora, essa foi a única novela que Miguel dirigiu na casa.

Veja um perfil dos personagens da história:

APARÍCIO VARELA (Paulo Autran) – No começo da história, é totalmente submisso à mulher Teodora Abdala (Jandira Martini), com quem teve a mimada Fedora (Cristina Pereira). Com a morte da esposa, muda totalmente. Envolve-se com três mulheres: Rebeca (Tônia Carrero), Leonora (Irene Ravache) e Penélope (Eva Wilma).

É um homem de bom gosto, educado, fino, riquíssimo, além de um amigo leal e um homem apaixonado, mas tem certas falhas de caráter. Tem na sobrinha Camila (Maitê Proença) um grande exemplo de coragem e determinação.

Detesta a família da mulher, pois suas cunhadas Lucrécia (Maria Alice Vergueiro) e Fabíola (Ileana Kwasinski), querem a fortuna deixada pela falecida irmã. Também convive com o genro Leonardo Raposo (Diogo Vilela), um assassino profissional que só mata as pessoas erradas.

TEODORA ABDALA (Jandira Martini) – Megera, mulher de Aparício (Paulo Autran) e chefe do clã dos Abdala. É uma mulher muito rica, agitadíssima e voluntariosa, daquelas pessoas que ninguém ousa contrariar. Leva tudo com mão de ferro e trata Aparício como um cachorro, porque sabe que ele se casou com ela apenas pelo dinheiro.

Adora a filha Fedora (Cristina Pereira) e faz tudo para ela. Também é austera com as irmãs Lucrécia (Maria Alice Vergueiro) e Fabíola (Ileana Kwasinski). Adora o genro Leonardo Raposo (Diogo Vilela), porque ele faz a felicidade de Fedora. Detesta Camila (Maitê Proença), considerando-a muito avançada para uma moça de família. Morre logo no início da trama.

REBECA ROCHA (Tônia Carrero) – Amiga de Leonora (Irene Ravache) e Penélope (Eva Wilma), sendo a mentora intelectual do plano para elas arrumarem um milionário. Quer mudar de vida, sem ter de se preocupar com dívidas. É estilista de moda e consegue emprego na Tecelagem Abdala, mas tem dificuldade para manter seu padrão social com o seu trabalho. É uma viúva que já foi romântica, mas que hoje prefere ser uma mulher prática. Foi a grande paixão de Aparício (Paulo Autran) no passado, mas ele preferiu ficar com Teodora (Jandira Martini), por interesse.

PENÉLOPE BACELAR (Eva Wilma) – Mais romântica e ingênua que Rebeca (Tônia Carrero) e Leonora (Irene Ravache), suas amigas. No início da história, está saindo de um longo casamento com Marcus (Rogério Fróes) e vem morar em São Paulo, perto do filho Beto (Marcos Frota). É nessa mudança que conhece as amigas e se estabelece na cobertura de Rebeca para, junto com as amigas, buscar um milionário. Tem com Beto um relacionamento aberto e sincero, o que deixa o publicitário de prestígio enlouquecido com a nova fase da mãe. Envolve-se com Tadeu (Roberto Bataglin), amigo do filho.

LEONORA LAMMAR (Irene Ravache) – Amiga de Rebeca (Tônia Carrero) e Penélope (Eva Wilma), a mais acesa entre as três. É uma atriz fracassada que sonha com o estrelato. Sem grande talento, não consegue aproveitar as oportunidades raras que surgem na sua vida. Sempre acredita que chegou a sua hora, mas, na verdade, acaba ficando cada vez mais por baixo. Fica absolutamente deslumbrada com a cobertura para onde se muda e sonha encontrar o seu milionário.

ALDONZA (Lolita Rodrigues) – Feirante espanhola de forte personalidade. É explosiva, sincera, sofredora, batalhadora, mas muito alegre e otimista. Cria os filhos – Jorge Miguel (Edson Celulari), Tancinha (Cláudia Raia), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont) – com o maior empenho, principalmente depois de ter sido abandonada pelo marido, Ricardo (Carlos Zara). Tem uma forte adoração por Jorge Miguel, a quem quer ver formado em Medicina.

RICARDO DE PÁDUA (Carlos Zara) – Marido desaparecido de Aldonza (Lolita Rodrigues) e pai de Jorge Miguel (Edson Celulari), Tancinha (Cláudia Raia), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont). Sempre fez o que achou melhor, até o dia em que saiu de casa e nunca mais voltou. Só entra mais adiante na história, quando volta para trabalhar na Tecelagem Abdala.

FEDORA ABDALA RAPOSO (Cristina Pereira) – Filha de Aparício (Paulo Autran) e Teodora (Jandira Martini). É voluntariosa como a mãe e não tem nenhuma das características do pai. É muito mimada e se sente dona de tudo. É completamente apaixonada por seu marido, Leonardo Raposo (Diogo Vilela), e nem desconfia de que ele deseja matá-la para ficar com todo o seu dinheiro.

LEONARDO RAPOSO (Diogo Vilela) – Marido de Fedora (Cristina Pereira). É falso, dissimulado e faz qualquer coisa para ser o único herdeiro dos bens de Aparício (Paulo Autran) e Teodora (Jandira Martini), seus sogros. É um tremendo trapalhão, mas no convívio social é um verdadeiro gentleman, tratando toda a família com o maior respeito. É um grande mentiroso – diz ter origem nobre – e representa todo tempo, obstinado pela conquista do poder e do dinheiro. Detesta a mulher com quem se casou, mas ela acredita que ele louco por ela.

FABÍOLA ABDALA (Ileana Kwasinski) – é a irmã rejeitada pelas outras Abdala – Teodora (Jandira Martini) e Lucrécia (Maria Alice Vergueiro). Depois que voltou para a mansão da família, abandonada e com um filho, Tavinho (Alexandre Lipiani), vive sendo acusada de intrusa e pecadora, mesmo já tendo se passado 20 anos de sua partida. Suas irmãs não a perdoam, o que a torna uma mulher extremamente tensa.

LUCRÉCIA ABDALA (Maria Alice Vergueiro) – Irmã do meio de Teodora (Jandira Martini) e Fabíola (Ileana Kwasinski). É a mais voluntariosa das três, sendo apaixonada, explosiva e capaz dos gestos mais inusitados. Tenta fazer com o marido, Aprígio (Laerte Morrone), o mesmo que Teodora faz com Aparício, mas não consegue. A saída de sua filha Camila (Maitê Proença) de sua casa lhe trouxe uma forte mágoa, e ela se empenha para tê-la de volta. Depois da morte de Teodora tenta reconquistar Aparício, com quem se envolveu no passado.

CONSTÂNCIA, TANCINHA (Cláudia Raia) – Mais velha das filhas de Aldonza (Lolita Rodrigues) e Ricardo (Carlos Zara) e irmã de Jorge Miguel (Edson Celulari), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont). É quase analfabeta. Fala tudo errado e com sotaque “italianado”, herdado da família do pai. É vaidosa e sabe que desperta a atenção dos homens. Suas roupas sempre parecem menores do que deveriam, mas é uma jovem muito provinciana e de moral muito rígida. Vive um romance com o vizinho Apolo (Alexandre Frota), que a sufoca com seus ciúmes. É absolutamente feliz com a vida que leva, até que conhece Beto (Marcos Frota), que lhe mostra um mundo novo.

JORGE MIGUEL, GUEL (Edson Celulari) – Filho de Aldonza (Lolita Rodrigues) e Ricardo (Carlos Zara) e irmão de Tancinha (Cláudia Raia), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont). É um malandro, descolado, inteligente e sonhador. Apaixona-se por Camila (Maitê Proença), mas o romance é dos mais atribulados, pois tudo acontece quando estão juntos. Leva uma vida dupla: em casa diz que estuda Medicina, mas vive de pequenos golpes, cercado de mulheres, entre elas Brigite (Aldine Muller), a quem conheceu em uma boate. Quem sofre de amores por ele é Diana (Marcela Muniz), irmã de Apolo (Alexandre Frota) e Adônis (Rômulo Arantes).

ISABEL (Angelina Muniz) – Filha de Aldonza (Lolita Rodrigues) e Ricardo (Carlos Zara) e irmã de Jorge Miguel (Edson Celulari), Tancinha (Cláudia Raia) e Juana (Denise Milfont). É mais inteligente e ambiciosa que a irmã Tancinha, tendo planos de sair do bairro e conquistar outros horizontes. É sensual e exuberante, e usa do amor que Adônis (Rômulo Arantes) sente por ela para conseguir o que quer. Interessa-se por Beto (Marcos Frota) e quer conquistar sua atenção, mas ele só tem olhos para Tancinha.

JUANA (Denise Milfont) – Filha caçula de Aldonza (Lolita Rodrigues) e Ricardo (Carlos Zara) e irmã de Jorge Miguel (Edson Celulari), Tancinha (Cláudia Raia) e Isabel (Angelina Muniz). É uma jovem bonita e exuberante, como as irmãs. Assim como elas, trabalha na feira, mas almeja arrumar um emprego em escritório. É sonhadora, romântica e adora Adonis (Rômulo Arantes). Mas ele só liga para Isabel, vendo Juana apenas como uma criança mimada.

CAMILA (Maitê Proença) – Filha de Aprígio (Laerte Morrone) e Lucrécia (Maria Alice Vergueiro) e sobrinha de Aparício (Paulo Autran), seu grande amigo. É uma jovem alegre, expansiva, corajosa, moderna. Não tem nenhum tipo de preconceito e consegue se livrar bem de qualquer situação. Decide morar sozinha, fato que sua família não entende e nem aceita, pois detesta o clima de competição e ódio que norteia a casa. É uma fotógrafa conhecida e satisfeita com sua profissão. Vive um romance com Jorge Miguel (Edson Celulari), o Guel, onde tudo pode acontecer.

APRÍGIO VARELA (Laerte Morrone) – Irmão de Aparício (Paulo Autran), marido de Lucrécia (Maria Alice Vergueiro) e pai de Camila (Maitê Proença). Ao contrário do irmão, finge-se de submisso, mas faz tudo o que quer. Não se sente feliz naquela situação familiar e sonha em escapar desse universo. Adora frequentar boates e vive dando presentes às moças com quem se encontra. Tem uma relação muito boa com a filha, apesar de sentir uma ponta de ciúme do irmão, com quem ela vive conversando. Tem uma ligação com Leonardo (Diogo Vilela), através de quem ele entra na família, sem que ninguém desconfie disso.

BETO (Marcos Frota) – Filho de Penélope (Eva Wilma) e Marcus (Rogério Fróes), um gênio da publicidade, yuppie e talentoso. Absolutamente moderno, mas sempre em desacordo com as decisões independentes tomadas por sua mãe. Adora andar com mulheres muito altas, maiores do que ele. Enlouquece quando conhece Tancinha (Claudia Raia), uma das filhas de Aldonza (Lolita Rodrigues), e tudo fará para conquistar a moça.

APOLO (Alexandre Frota) – Irmão de Adônis (Rômulo Arantes) e Diana (Marcela Muniz), e chefe da família. Tem um físico avantajado, é abrutalhado e namora Tancinha (Claudia Raia), falando errado como ela. O casal vive um relacionamento muito explosivo. Tem em Guel (Edson Celulari) um forte aliado para o seu namoro. Consegue esse apoio graças a chantagens que faz por ter descoberto a vida dupla do cunhado.

ADÔNIS (Rômulo Arantes) – Irmão de Diana (Marcela Muniz) e Apolo (Alexandre Frota), com quem trabalha nas entregas do caminhão. É apaixonado por Isabel (Angelina Muniz) e, para conquistá-la, envolve-se em encrencas, mas ela só quer usá-lo. Quem gosta mesmo dele é Juana (Denise Milfont), mas ele só a vê como uma criança mimada.

DIANA (Marcela Muniz) – Irmã de Apolo (Alexandre Frota) e Adônis (Rômulo Arantes). Cuida da casa e dos irmãos, por quem é protegida em excesso, e é muito amiga das filhas de Aldonza (Lolita Rodrigues) – Tancinha (Cláudia Raia), Isabel (Angelina Muniz) e Juana (Denise Milfont). É completamente apaixonada por Guel (Edson Celulari), mas ele nem sabe que ela existe. Sonha com ele e procura ajudar Juana a conquistar seu irmão Adônis.

TADEU (Roberto Bataglin) – Publicitário talentoso e yuppie como Beto (Marcos Frota), seu melhor amigo e com quem divide apartamento. Os dois são companheiros de farras. Tadeu é romântico, sonhador e gosta de mulheres mais velhas. É amigo de Camila (Maitê Proença), tenta um romance com ela, mas não tem muito sucesso. Envolve-se com Penélope (Eva Wilma), mãe de Beto (Marcos Frota).

DINALDA (Stela Freitas) – Empregada da cobertura onde vivem Rebeca (Tônia Carrero), Leonora (Irene Ravache) e Penélope (Eva Wilma). Tola, incompetente, absolutamente atrevida e reivindicadora. Trabalha com Rebeca há muito tempo e não a deixa, pois tem muitos meses de salários atrasados.

BRIGITTE (Aldine Muller) – Trabalha em uma boate e é cúmplice de Guel (Edson Celulari) em pequenos golpes. Através de Aprígio (Laerte Morrone), consegue um emprego na Tecelagem Abdala. Usa roupas extravagantes e decotadas. Tem toda a aparência de mulher fatal, mas, no fundo, é muito ingênua.

TAVINHO ABDALA (Alexandre Lipiani) – Filho de Fabíola (Ileana Kwasinski). É um boa-vida, rico e fútil, que sonha conseguir tomar conta de toda a fortuna dos Abdala. É absolutamente apaixonado pela prima Camila (Maitê Proença).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais