Muitas opções

Retrospectiva 2023: que novelas e minisséries a colunista viu?

Entre produções inéditas e outras já conhecidas, confira o que foi consumido ao longo deste ano

Publicado em 28/12/2023

O ano de 2023 está chegando ao fim e 2024 está batendo na porta. Foram 365 dias de muitas possibilidades de ver tramas inéditas e rever tramas já conhecidas, mas agora com um olhar mais crítico.

Ao todo a colunista consumiu: 6 novelas, sendo quatro inéditas, duas assistidas novamente, e uma minissérie, totalizando 7 produções.

Vamos à retrospectiva:

O Sexo dos Anjos (1989)

Adriano (Felipe Camargo) e Anjo da Morte (Bia Seidl) na novela O Sexo dos Anjos
Adriano Felipe Camargo e Anjo da Morte Bia Seidl na novela O Sexo dos Anjos ReproduçãoCanal Viva

O remake de Ivani Ribeiro para o horário das seis ganhou reprise em 2023 no Canal VIVA e essa foi uma excelente oportunidade de conhecer mais uma obra da autora. A novela não é um grande sucesso como Mulheres de Areia (1993) ou A Viagem (1994), mas tem o seu valor.

Uma trama infantil, sem grandes emoções e acontecimentos. Um casal protagonista que não gera torcida, mas ainda assim a novela foi interessante para ver a atriz Norma Bengell em cena, ela que possuía uma elegância muito agradável na telinha.

Celebridade (2003)

Celebridade
Laura Claudia Abreu e Maria Clara Diniz Malu Mader em Celebridade Divulgação TV Globo

Um sucesso de Gilberto Braga, essa é uma novela que está na lista de grandes novelas dos anos 2000 e merecidamente. A trama tem todos os elementos de uma história de sucesso: grandes vilões, uma protagonista que gera comoção no público, além do texto primoroso do autor.

Senhora do Destino (2004)

Susana Vieira
Maria do Carmo Susana Vieira Isabel Carolina Dieckmann e Nazaré Renata Sorrah de Senhora do Destino Divulgação TV Globo

A trama de Aguinaldo Silva sempre esteve na minha lista de boas novelas e anos depois, revendo com mais senso crítico, ainda continua tendo seu lugar. A novela não se resume apenas na vilã Nazaré Tedesco (Renata Sorrah) e foi interessante perceber isso.

Maria do Carmo (Susana Vieira), Cláudia (Leandra Leal) e outros personagens ganharam outro olhar durante essa reprise. Senhora do Destino é outra novela que está na lista das grandes novelas da década de 2000 e para esta coluna, é a melhor trama urbana do autor.

Todas as Flores (2022-2023)

Maíra (Sophie Charlote), Judite (Mariana Nunes), Zoé (Regina Casé) e Vanessa (Leticia Colin) em Todas as Flores
Maíra Sophie Charlote Judite Mariana Nunes Zoé Regina Casé e Vanessa Leticia Colin em Todas as Flores DivulgaçãoTV Globo

A novela de João Emanuel Carneiro, que já vinha sendo acompanhada desde 2022, teve um saldo positivo, mesmo com uma segunda fase diferente do que o público esperava. 

O gostinho da vingança que tanto se esperava não veio da forma como era imaginado, pois Maíra (Sophie Charlotte) preferiu se vingar mostrando ser “superior” à mãe Zoé (Regina Casé).

O argumento da vingança foi bem vendido ao público, como se fosse um produto incrível e ao obtê-lo, é possível perceber que não é tudo isso. Mesmo assim, Todas as Flores é uma boa novela e tem ótimos personagens, melhor até que as anteriores do autor.

Vai na Fé (2023)

Sheron Menezzes em Vai na Fé
Sheron Menezzes em Vai na Fé Divulgação Globo

A novela do ano, um grande sucesso de Rosane Svartman. A produção teve ótimos personagens e uma protagonista, Sol (Sheron Menezes), que conquistou o público com sua luta, força e coragem.

A autora tem um texto muito interessante, construiu personagens que gerou expectativas no público para acompanhar, além de mostrar a fé uma família evangélica de uma maneira diferente da qual as pessoas tem em seu imaginário.

Escrava Isaura (1976)

Lucélia Santos como a eterna Escrava Isaura
Lucélia Santos como a eterna Escrava Isaura DivulgaçãoGlobo

Um grande clássico do autor Gilberto Braga, essa novela merece todo sucesso que tem até hoje. Uma história muito interessante, bem amarrada, ágil e que gera empolgação para acompanhar.

Um exemplo de ótimos ganchos, personagens interessantes e outros que geram raiva Com certeza uma grande novela da década de 1970.

Desejo (1990)

Guilherme Fontes Vera Fischer e Tarcísio Meira na minissérie Desejo 1990 Jorge BaumannGlobo

Minissérie escrita por Gloria Perez, ambientada no início do século XX (1909) e baseada em fatos reais. A história narra uma história de amor entre a senhora Ana (Vera Fischer) e o jovem Dilermando de Assis (Guilherme Fontes) que levou ao assassinato de um dos maiores escritores brasileiros: Euclides da Cunha (Tarcísio Meira). O trágico acontecimento ficou conhecido como “Tragédia da Piedade”.

Uma boa minissérie, bem desenvolvida e com dramas que são interessantes acompanhar, não só o de Ana envolvida em um triângulo amoroso, mas também de sua irmã mais nova Alcmena (Deborah Evelyn) que sonha viver um grande amor, mas sofre com a proibição de sua família.

A privação faz com que a moça sofra, se torne uma pessoa que não acredita mais na vida, tornando-se freira e carregando consigo uma grande amargura.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade