Audiência morna de Um Lugar ao Sol faz setores da Globo entrarem em conflito

Data de estreia da trama de Lícia Manzo não agradou a dramaturgia da emissora

Publicado em 15/11/2021 16:33
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Foi assim, completamente gravada, que Um Lugar ao Sol estreou na Globo no último dia 8 de novembro. Isso por si só já deu à trama um ar de novidade absoluta, sem contar o fato de que é o primeiro trabalho de Lícia Manzo na faixa das 21h. Porém, os números de audiência nada vantajosos estão desencadeando um certo ‘atrito’ entre as cúpulas da emissora.

De acordo com o NaTelinha, os setores de dramaturgia e programação estão em constante desentendimento desde tempos antes da novela ir ao ar. O motivo seria a época escolhida para iniciar a produção.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo informações apuradas pelo portal, Um Lugar ao Sol estreou na primeira semana de novembro por determinação do departamento de programação, chefiado por Amauri Soares, contrariando diversos pedidos de José Luiz Villamarim para que o folhetim entrasse em outubro, sendo impulsionado por Império.

A diretoria da programação da Globo argumentou que, se a história de Lícia começasse em outubro, iria atrapalhar a estreia de Pantanal em 2022. O remake, vale dizer, é visto como trabalho prioritário pela cúpula de Ricardo Waddington. Este, inclusive, não concordou de modo algum em adiantar Pantanal para antes do Carnaval, algo que aconteceria se Um Lugar ao Sol estreasse quando Villamarim pediu.

O chefe da dramaturgia ponderou que a nova novela das 21h poderia ir ao ar mesmo sem todos os capítulos gravados, assim como ocorreu com Nos Tempos do Imperador. Contudo, os diretores de programação ‘bateram o pé’ para exibir uma trama totalmente filmada, então pediram tempo e acabaram decidindo pela estreia no dia 8 de novembro.

Futebol tem prejudicado

Conforme publicação do NaTelinha, uma fonte do departamento de dramaturgia revelou uma profunda irritação de Villamarim com a diretoria de programação. Isso porque os responsáveis teriam dito que Um Lugar ao Sol não seria prejudicada pela escolha da data para a estreia, que ocorreu juntamente com o abrandamento da quarentena. Muitas pessoas voltaram a sair de casa com mais frequência, o que certamente prejudica a audiência de qualquer canal.

Fora isso, Um Lugar ao Sol não tem tido um horário fixo para começar, principalmente por conta da exibição de partidas de futebol. Não ter uma linearidade na programação desorganiza a audiência, uma vez que o público cativo acaba se perdendo.

Segundo o portal, Villamarim chegou a fazer uma reclamação formal, alegando que a novela foi prejudicada ao estrear em uma semana repleta de futebol, não tendo chance para reagir na audiência. A notícia ruim é que os números devem estagnar em dezembro por conta das festas, isso sem conseguir se recuperar, afinal, é um folhetim curto, com apenas 107 capítulos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio