Aos 87 anos, a atriz Eva Wilma nos deixa, após quase sete décadas de carreira

Atriz atuava na televisão desde 1953, e foi a grande estrela da dramaturgia da TV Tupi por quase 30 anos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Seguramente, uma das maiores e mais talentosas estrelas da televisão brasileira é Eva Wilma. “É”, e não “foi”, porque sua brilhante carreira seguirá viva mesmo depois de sua morte, ocorrida na noite deste sábado (15), aos 87 anos. A atriz enfrentava problemas de saúde há alguns anos, e faleceu em decorrência de insuficiência respiratória diante do tratamento de um câncer no útero.

“Vivinha” atuava desde 1953, quando deixou a carreira de bailarina que se lhe apresentava e atirou-se numa nova profissão, a de atriz de teatro, cinema e da novidade do momento, a televisão. Pelos 27 anos seguintes Eva Wilma abrilhantou o elenco da pioneira TV Tupi, na qual celebrizou-se em diversos trabalhos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Do inicial Alô, Doçura!, projeto que durou mais de 10 anos e que protagonizou com seu então marido John Herbert, até novelas históricas como Mulheres de Areia, A Barba Azul, A Viagem e O Direito de Nascer, “Vivinha” figura entre os grandes nomes da emissora, extinta em 1980.

Nesse mesmo, Eva Wilma ingressou na TV Globo, da qual não mais saiu. Vieram outros grandes desempenhos em trabalhos como Ciranda de Pedra, Roda de Fogo, Pedra Sobre Pedra, O Rei do Gado, A Indomada e a série Mulher, para citar apenas alguns. Por essas e outras é que o Vale a Pena celebra sua carreira, aqui no Observatório da TV. Confira o vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio