Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
PREMIAÇÃO

Além de Round 6: as séries de língua não inglesa com chances no Emmy

Votantes da Academia de Televisão americana estão escolhendo os indicados, que serão conhecidos em julho

Publicado em 23/06/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O Emmy de 2022 será histórico para as séries de língua não inglesa. É quase certa a indicação da sul-coreana Round 6 (Netflix) na disputa pela estatueta de melhor drama. Nunca, em 73 anos de história do Oscar da TV, uma atração falada em outro idioma que não o inglês concorreu ao principal prêmio da cerimônia. Neste ano, além do k-drama, outras três séries tidas como estrangeiras, pelo ponto de vista americano, têm boas chances de serem lembradas em várias categorias da premiação.

A italiana My Brilliant Friend (HBO), a japonesa-americana Tokyo Vice (HBO Max) e a japonesa-coreana Pachinko (Apple TV+) estão no páreo, de olho em indicações importantes nos prêmios técnicos, terreno que Round 6 também deve marcar presença.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Fora melhor drama, Round 6 é favorita para disputar as categorias de ator (Lee Jung-jae), atriz coadjuvante (Jung Ho-yeon), ator coadjuvante (Oh Young-Soo), direção e roteiro (essas duas representadas pelo cineasta e criador da série, Hwang Dong-hyuk). 

O k-drama também pode aparecer em disputas pelas quais esteve em prêmios técnicos específicos realizados no começo do ano, como edição de som, figurino, direção de arte, entre outros.

Desde a quinta-feira (16) passada ocorre a votação para a escolha dos indicados, processo que se encerra na segunda-feira (27). O anúncio dos concorrentes aos prêmios será feito em 12 de julho.

Confira as chances de My Brilliant Friend, Pachinko e Tokyo Vice conseguirem indicações ao Emmy de 2022:

Cena da terceira temporada de My Brilliant Friend

My Brilliant Friend

A produção estupenda da terceira temporada de My Brilliant Friend deixa a série italiana em ótima posição. Fotografia, figurino, maquiagem e penteado são as categorias que a atração tem plenas condições de disputar. Tudo por causa da belíssima criação da Itália vibrante dos anos 1970, década na qual a trama da terceira leva se passa. Vinheta de abertura é um caso à parte, também merecedora de destaque.

Kim Min-ha na série Pachinko

Pachinko

A vinheta de abertura também é uma das forças de Pachinko, com aquela encenação empolgada dos atores dançando e se divertindo. O drama do Apple TV+ tem como grande trunfo a direção de arte, navegando por décadas completamente distintas dentro da narrativa. O episódio inscrito nessa categoria exibe cenas dos anos 1920 (na Coreia) e de 1989 (no Japão).

É improvável, mas uma indicação para Youn Yuh-jung, como atriz coadjuvante, seria muito bem-vinda; ela que é vencedora do Oscar.

Ansel Elgort durante cena de Tokyo Vice

Tokyo Vice

O forte de Tokyo Vice é a fotografia, dando um clima bem denso e estiloso às ruas da Tóquio do final dos anos 1990, adentrando no mundo da máfia pelo ponto de vista de um jornalista americano. Tanto que a produção da HBO inscreveu dois episódios para a categoria fotografia. E assim como My Brilliant Friend e Pachinko, Tokyo Vice apresenta uma vinheta de abertura que chama a atenção. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....