Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
LISTA

As 10 melhores séries de 2022 (até agora)

O Observatório da TV reúne as atrações que mais brilharam de janeiro a junho

Publicado em 29/06/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

São apenas seis meses na conta, mas o ano de 2022 já prova ser bem fértil em se tratando de séries de qualidade, novatas ou veteranas. Atrações como a comédia Depois da Festa, o drama Ruptura e a minissérie A Cidade É Nossa estão entre as candidatas a conseguirem indicações ao Emmy, se destacando no meio da avalanche de produções lançadas nesse período.

O Observatório da TV separou as séries mais impactantes e de alto nível que foram exibidas de janeiro até o final de junho, levando em conta aquelas que estão disponíveis no Brasil. Confira:

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

As dez melhores séries de 2022 (até agora)

Jon Bernthal na minissérie A Cidade É Nossa

A Cidade É Nossa

Baseada em uma história real, A Cidade É Nossa causou um frisson ao colocar na tela a brutalidade policial vista na cidade de Baltimore na década passada, provando que a violência nas ruas por parte dos oficiais da lei fazia parte de um sistema podre difícil de ser limpo. Quem tinha que impor a ordem e garantir segurança virou criminoso, bandido. O elenco de peso foi encabeçado pelo preciso Jon Bernthal.

A Cidade É Nossa está disponível na HBO Max.

Rhea Seehorn na 6ª temporada de Better Call Saul

Better Call Saul

Cada vez mais dando razão a quem ache a trama tão boa ou melhor do que Breaking Bad (2008-2013), Better Call Saul entregou uma primeira metade da sexta e última temporada próxima da perfeição. 

A narrativa mostra-se forte com o passar do tempo, quando se aproxima dos acontecimentos apresentados na série mãe. Particularmente, uma personagem se sobressai e eleva o nível: a advogada Kim Wexler (Rhea Seehorn), tão trambiqueira quanto o marido 171 Saul Goodman (Bob Odenkirk).

Better Call Saul está disponível na Netflix.

Sydney Sweeney (à esq.), Maude Apatow e Zendaya na 2ª temporada de Euphoria

Euphoria

Batendo recordes de audiência, um atrás do outro, Euphoria se consolidou como uma das melhores séries de toda a TV com a segunda temporada. O material apresentado, mais maduro e apostando na profundidade do elenco, é digno de ganhar a estatueta de melhor drama no Emmy (mas a concorrência é grande). 

O drama teen contou com um elenco de apoio espetacular, teve direção cirúrgica, fotografia belíssima… e Zendaya!

Euphoria está disponível na HBO Max.

A atriz Tiffany Haddish em cena da comédia Depois da Festa

Depois da Festa

A comédia Depois da Festa (a melhor do ano?) é imperdível porque alia um humor refinado com a infalível fórmula do “quem matou?”. Uma turma do terceirão (ensino médio) se reúne 15 anos depois da formatura. A festa é marcada por uma morte e todos os que estão presentes são suspeitos. 

Cada episódio narra o ponto de vista de um personagem específico. O telespectador junta as pistas acompanhado a detetive Danner (Tiffany Haddish) e tenta solucionar o caso.

Depois da Festa está disponível na Apple TV+.

Marco D’Amore (ao fundo) com Salvatore Esposito na 5ª temporada de Gomorra

Gomorra

Produção do entretenimento mundial que melhor retratou a máfia italiana, Gomorra chegou ao fim no auge, com a quinta temporada, feito raro de se ver. O drama visceral e rústico terminou desenrolando uma narrativa perfeita, condizente ao mostrado desde a estreia: o confronto entre os “irmãos” Genny (Salvatore Esposito) e Ciro (Marco D’Amore) pelo controle criminal de bairros periféricos da cidade de Nápoles. A série italiana se notabilizou por exibir a vida mafiosa crua, sem retoques.

Gomorra está disponível na HBO Max.

Margherita Mazzucco (à esq.) e Gaia Girace na 3ª temporada de My Brilliant Friend

My Brilliant Friend

Poucas séries atualmente no ar sintetizam o que é uma produção de entretenimento de arte como My Brilliant Friend. O drama italiano, baseado na obra de Elena Ferrante, só melhora com o tempo. 

Ambientada nos anos 1970, a terceira temporada foi um estouro, abordando de forma única temas cruciais para a vida em sociedade, como o papel da mulher no lar, no trabalho e no mundo político. E, de tabela, ilustrou nitidamente como o ideal comunista e socialista elitizado destoa do chão da fábrica.

My Brilliant Friend está disponível na HBO Max.

O ator Lee Min-ho na vinheta de abertura de Pachinko

Pachinko

Deslumbrante k-drama da Apple, Pachinko acompanha uma família coreana, mais precisamente uma personagem, durante quase cem anos, desde a ocupação japonesa no território da Coreia, na década de 1910, até o final do século 20.

Seja no mundo arcaico do passado longínquo ou no retrato da sempre rica década de 1980, Pachinko brilha ao retratar esses ambientes tão distintos. A direção e roteiro são impecáveis, assim como uma atuação de elenco primorosa, destacando Youn Yuh-jung, lendária atriz vencedora do Oscar.

Pachinko está disponível no Apple TV+

Adam Scott mexe em computador arcaico na série Ruptura

Ruptura

Imperdível, o drama Ruptura fez a seguinte provocação: e se você pudesse dividir a mente e não levar os problemas do trabalho para casa, e vice-versa? Você toparia passar por esse experimento? É nessa brisa que vivem os personagens da série favorita para, ao menos, ser indicada ao Emmy de melhor drama.

Um dispositivo é implantado dentro do cérebro com a capacidade de fazer essa divisão na mente entre o que ocorre no trabalho e fora dele, intervenção irreversível chamada de ruptura. A trama narra a vida de quem faz parte desse processo.

Ruptura está disponível no Apple TV+.

Karen Fukuhara (no centro), Laz Alonso e Jack Quaid na 3ª temporada de The Boys

The Boys

Os seis episódios exibidos até então da terceira temporada colocam The Boys nessa lista. O drama de heróis proibidões do Prime Video se superou nos novos episódios, com o aumento da tensão entre os supers.

A impactante supersuruba do Herogasm foi só um dos pontos altos da leva. A adição do personagem Soldier Boy (Jensen Ackles), tão ou mais forte do que o Capitão Pátria (Antony Starr) jogou mais lenha na fogueira no embate entre quem quer destruir a imagem dos heróis de araque versus a força a favor de manter o status quo, manipulando a população fazendo uso de fake news.

The Boys está disponível no Prime Video.

O ator Miles Teller na minissérie The Offer

The Offer

No topo do ranking dos melhores filmes da história, O Poderoso Chefão (1972) ganhou uma minissérie que ninguém pediu. The Offer tem como principal trunfo o de se manter fiel à proposta base, a de narrar os bastidores do filme, encenando como ele foi feito.

Quem é fã da franquia O Poderoso Chefão precisa assistir The Offer. Mesmo quem viu o filme somente uma vez tem de acompanhar essa minissérie de alto padrão. É um olhar sobre uma produção icônica do entretenimento mundial e retrata todas as adversidades que cercam um projeto de tamanha grandeza. Fora a atuação exemplar do elenco.

The Offer está disponível no Paramount+. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....