Técnicos falam sobre finalistas do The Voice Brasil

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É dia de final no The Voice Brasil e, hoje (quinta-feira, 3) à noite, o público conhece a voz vencedora da oitava temporada do reality musical. E a decisão está nas mãos do público, que é o responsável por votar e eleger o campeão. Desta vez, os técnicos ficam apenas na torcida por seus representantes e não participam da escolha.

A noite conta com shows musicais de Ana Ruth, Lúcia Muniz, Tony Gordon e Willian Kessley, dos técnicos e também de quatro ex-participantes da temporada, que voltam ao programa para duetos especiais com os finalistas: Edyelle Brandão, Tatila Krau, Samara Alves e Rebeca Lindsay.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O apresentador Tiago Leifert aponta uma curiosidade nesta final: “Três dos finalistas (Ana Ruth, Willian Kessley e Tony Gordon) eram, originalmente, do Time IZA. Então a gente tem que respeitar e enaltecer o que ela fez na primeira temporada dela, já emplacando três pessoas na ‘Final’. Acho que a IZA merece muitos elogios”, destaca, elogiando a técnica estreante.

Já Jeniffer Nascimento está ansiosa para acompanhar sua primeira ‘Final’ desde que entrou para a família The Voice Brasil: “Estou muito ansiosa para hoje à noite. Parece até que é comigo! Pela primeira vez desde que acompanho o programa não faço a menor ideia de quem vai ganhar . Tanto o público de casa quanto os candidatos trazem uma nova surpresa a cada dia”, pondera .

Técnicos-coruja

IZA aproveita para celebrar a chegada de Ana Ruth a esta etapa. “Eu nunca consegui esconder a admiração que eu tenho por ela. Acho que a Ana é a cara do Brasil, é uma menina muito inteligente, multitalentosa e cantar também é uma das coisas que ela sabe fazer e que faz muito bem. Ela tem uma voz muito única, tem uma alegria que o público de casa gosta de ver”, diz a cantora. E faz sua aposta: “Tem pinta de ganhadora”.

Já Michel Teló elogia não só o fato de Tony Gordon ser um finalista como, também, sua trajetória de 30 anos na música: “Eu sou fã declarado do Tony desde o começo da competição. Ele representa aqueles que têm uma vida de batalhas, de luta, se apresentando em bares, e que não desistem do novo. Ele continuou sonhando, batalhando. E além disso é um cantor sensacional”.

Os favoritos

A técnica Ivete Sangalo está completamente apaixonada pela voz de Willian Kessley, seu representante na final. “Ele tem uma voz impecável. É um cantor de música popular, de uma precisão, de um bom gosto, uma presença leve… Desde o início, pensei: ‘esse menino vai longe’. Ele cresceu na competição, não do ponto de vista técnico, porque já chegou pronto. Cresceu na desenvoltura para encarar o público, os técnicos, a reação das pessoas na rua. Estou muito satisfeita de ter essa figura tão talentosa no meu time”.

Lúcia Muniz, integrante do Time Lulu, também recebe os elogios de seu técnico. “Lúcia é impressionante. E temos que lembrar que ela tem apenas 16 anos. Mas a potência emocional que a voz dela carrega paralisa e, ao mesmo tempo, contagia. Ela é muito especial, muito única e canta deslumbrantemente”, avalia Lulu Santos.

O The Voice Brasil tem direção artística de Creso Eduardo Macedo e apresentação de Tiago Leifert, com Jeniffer Nascimento nos bastidores. O episódio final do reality vai ao ar logo após a novela A Dona do Pedaço.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio