Segundo Sol: Naná decide guardar segredo de Gorete

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Ionan (Armando Babaioff) descobriu que Badu (Davi Queiroz) não é filho de Dodô (José de Abreu). Tudo não passou de um plano de Gorete (Thalita Carauta) para dar ao filho um pai honesto. Agora, ela está sendo pressionada pelo policial a contar toda a verdade, mas Naná (Arlete Salles) vai interferir. Confira.

“Como é? Que história é essa, Gorete?”, perguntará Naná. “É verdade… Natalino que é pai de Badu, mas ele nunca quis assumir o menino, ele é doido, dona Naná, doido de carteirinha… e agora ele apareceu querendo assumir Baduzinho, mas eu não posso deixar meu filho ter um pai doente, destrambelhado da cabeça… ele vive internando em hospício, a senhora viu o surto que ele teve dizendo que caiu no avião com Beto!”, explicará Gorete.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Beto decide fazer exame de DNA de bebê enterrado, em Segundo Sol, na Globo

“Então… Dodô não me traiu…”. “Trair ele traiu, né, tanto que acreditou que era o pai, mas a gente teve um trelelê muito rápido, isso ele falou a verdade, foram umas duas vezes só, se muito…”. “E Gorete se aproveitou que meu pai tinha situação, que era pai de Beto Falcão, e deu o golpe mentindo que o filho era dele”, dirá Ionan.

Gorete se explica

“Eu errei, me aproveitei sim, mas nunca explorei seu Dodô, de enricar… eu só queria um pai decente pra meu filho, por ele, pelo menino… Eu me senti muito mal quando a senhora soube, dona Naná, que saiu de casa, brigou com seu Dodô… mas não tive coragem de desmentir, fui covarde, egoísta…”, falará Gorete.

“Como você pôde fazer isso, Gorete?”, perguntará Naná. “Fiz por Badu, não queria que ele não tivesse alguém pra chamar de pai, que pagasse por um erro meu… A senhora é mãe, sabe que a gente faz qualquer coisa por um filho…”, responderá a mãe de Badu. “E como Dodô não registrou Badu, você resolveu usar Clóvis pra isso”, deduzirá Naná.

“Não senhora, não mesmo! A ideia de adotar Badu foi de Clóvis… eu me apaixonei de verdade por seu filho, ele é o homem mais doce, mais carinhoso que já conheci em minha vida, meu amor por ele é verdadeiro, eu lhe juro! E ele adora Badu, e Badu adora ele… deixa ele ser o pai do meu filho, dona Naná, Badu não merece um pai maluco, esquizofrênico, que só vai trazer sofrimento pra vida dele!”.

Naná entende Gorete

“Eu acho um absurdo Clóvis acreditar que vai adotar o moleque que tem o sangue dele, e ser enganado desse jeito! Assim como meu pai, e todo mundo! Essa mentira tem que acabar!”, falará Ionan. “Não, por favor, por Badu, perdão, perdão. Eu faço o que vocês quiserem, qualquer coisa… Badu não precisa ser herdeiro de nada, eu abro mão de tudo, ele só precisa do amor de Clovinho…”.

“Ninguém tem que saber de nada, pelo bem de Clóvis e pelo bem de Badu. Vamos esquecer isso. Clovis tá feliz, Badu tá feliz… e esse assunto de Dodô ser pai já foi superado. Vamos deixar tudo como está”, surpreenderá Naná. “E deixar meu pai acreditando que Badu é filho dele, mãe?”, questionará Ionan.

“O que é que tem? Ele adora o menino, é todo orgulhoso de ser pai de Badu, que é um menino de ouro, deixe ele ser de nossa família… eu mesma adoro Badu como se fosse meu neto de verdade, não quero que ele vá embora pra ser criado por um desmiolado, de jeito nenhum!”, argumentará Naná.

Naná enquadra Ionan

“Sabe o que parece, que a senhora não quer é tirar a culpa de painho por ter tido um filho fora do casamento, pra aplacar sua culpa de ter traído ele com seu Nestor!”, afirmará o policial. “Olhe como fala com sua mãe, Ionan! Me admira você, que é pai, que vai ter outro filho agora… aliás, fora do casamento… não se comover com a história de Badu”, rebaterá Naná.

“A senhora tem razão, me desculpe”, dirá Ionan, de cabeça baixo. “E se quer saber, Gorete sem querer acabou foi fazendo um bem dando a chacoalhada que deu em meu casamento. Nós não vamos abrir o bico. Está decidido!”, avaliará Naná. “A senhora não existe, Dona Naná, eu lhe adoro, lhe venero! Vou ser grata minha vida inteira por isso”, falará Gorete, emocionada. “Só faça meu filho feliz, Gorete, é só o que eu quero”, concluirá a matriarca dos Falcão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio