Segundo Sol: Luzia e Roberval brindam derrocada de Laureta

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Luzia (Giovanna Antonelli) se uniu a Roberval (Fabrício Boliveira) para destruir Laureta (Adriana Esteves). Parte desse plano foi realizada quando eles armaram para a cafetina ser presa por tráfico de drogas. Com isso, nos próximos capítulos, eles vão comemorar a vitória. Mas Cacau (Fabíula Nascimento), que estará junto, não gostará muito da celebração. Confira.

“À prisão de Laureta, nossa primeira vitória!”, falará Luzia sugerindo um brinde. “Primeira de muitas, a brincadeira está apenas começando!”, falará Roberval. “Da outra vez que ela foi presa, junto com a casa toda, não ficou muito tempo na cadeia não!”, pontuará Cacau.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Beto fica emocionado ao ler carta de Luzia, em Segundo Sol, na Globo

Neste momento, a câmera mostrará Roberval no telefone: “Daniel, meu querido, eu tenho um furo de reportagem pra lhe dar! Laureta, a cafetina mór de Salvador, tá no xilindró! Mande seus repórteres cobrirem esse evento que merece capa!”, dirá e desligará.

“Quanto mais gente souber que Laureta tá presa por drogas, mais difícil ela achar quem a livre da cadeia. Nada como um dia depois do outro, essa sensação é muito maravilhosa!”, falará Roberval a Luzia e Cacau. “Que ela apodreça atrás das grades!”, desejará a protagonista. “Essa merece!”, concordará Cacau.

Cacau se mostra preocupada

A cozinheira, então, mudará o foco da conversa, se virará para Luzia e dirá: “Vocês me perdoem, mas me subiu uma ânsia, tou com um sentimento ruim… Laureta merece, mas vocês dois tão iguais a ela, armando, mentindo… Tão falando de um jeito que tá me assustando, cheios de maldade… eu não tou gostando nem um pouco de comemorar a desgraça alheia!”.

“Ora, Cacau, quanta hipocrisia, é contra o que elas fizeram com Luzia, mas não quer sujar as mãos… Tem hora nessa vida que, se a gente não ergue o punho, acaba massacrado!”, rebaterá Roberval. “É isso mesmo, já chega de levar bordoada na vida, vou pra cima delas com tudo o que eu puder!”.

“Zia, eu tenho medo que você se transforme numa pessoa má, amarga… eu não tou mais lhe reconhecendo, minha irmã!”, argumentará Cacau. “Eu sou outra pessoa, mesmo, cansei de apanhar, agora vou bater. Chega de impunidade nesse mundo, fez, tem que pagar! Eu tou brigando por justiça!”, explicará Luzia.

“Só acho que deve ter outro caminho pra gente conseguir fazer justiça sem descer ao nível dessa gente”, insistirá. “Faz o seguinte, minha irmã, se descobrir que jeito é esse, me avisa, mas enquanto isso eu vou lutando com as armas que eu tenho Agora me deem licença que eu vou tomar um banho e chapar na cama”, concluirá a protagonista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio