Marcia Fernandes revela no Programa Raul Gil times que estão predestinados a vencer o Campeonato Brasileiro

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição deste sábado (4) do Programa Raul Gil, foi ao ar a participação de Marcia Fernandes no quadro Para Quem Você Tira o Chapéu. A sensitiva tirou o chapéu para o Campeonato Brasileiro e inesperadamente  fez uma previsão.

Leia: Sérgio Mallandro homenageia Xuxa no Programa Raul Gil: “Demonstrou o que é ser uma filha”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vi dois times prováveis [de vencer o campeonato]. São Paulo e Cruzeiro. Vamos aguardar. Eles estão predestinados a ganhar. Eu erro um por cento daquilo que eu falo por ano”, disse a espírita, que ainda falou surpreendentemente sobre a derrota do Brasil na Copa do Mundo.

Saiba mais: Chris Flores fala sobre a grávida de Taubaté no Programa Raul Gil: “Tenho pena”

“Eu acho que foi muita energia negativa num povo maravilhoso que é o Brasil, me coloco nisso, exigindo coisa que não dava”, analisou a famosa, que declarou que uma oração do Salvo 90 teria ajudado mais do que críticas.

Assista:

Eliana não tira o chapéu para político e ator hollywoodiano no Programa Raul Gil

A saber, Eliana participou no dia 7 de julho do Para Quem Você Tira o Chapéu, quadro do Programa Raul Gil, e inesperadamente não tirou o chapéu para Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

A comunicadora declarou que é importante que todos cuidem do meio ambiente por causa do futuro e que 197 países assinaram o Acordo de Paris, garantindo que irão reduzir a poluição, menos os EUA. “Pense com carinho e participe desse acordo e nos ajude a melhorar o nosso planeta”,pediu a loira.

Depois, a famosa surpreendentemente não aprovou o nome de Johnny Depp, ator hollywoodiano conhecido pela franquia Piratas do Caribe. “Grandes papéis ele já fez, uma figura respeitadíssima como profissional, agora infelizmente na vida pessoal ele agrediu a esposa. Assim como outras figuras pelo mundo afora, assim como muitos homens”, afirmou, aliás, a apresentadora.

“Aqui no Brasil, a cada sete segundos uma mulher é agredida. Por dia, 13 mulheres são mortas por feminicídio  no nosso país. Isso é muito sério. Então, por mais que eu admire o Johnny Depp como profissional, eu não posso tirar o chapéu pra ele, porque ele não respeita a mulher, ele infelizmente agrediu a sua esposa, e a gente precisa denunciar”, avaliou, enfim, a artista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio