ENTREVISTA

Eterna Zezé de Avenida Brasil, Cacau Protásio abre o jogo sobre preconceito na TV: “Sigo em frente”

Atriz também falou sobre a repercussão da cena do amendoim na obra de João Emanuel Carneiro

Publicado em 11/05/2023

A atriz Cacau Protásio, de 47 anos, que fez sucesso como a doméstica Zezé, de Avenida Brasil, e que atualmente brilha no sitcom Vai que Cola, abriu o jogo sobre a sua trajetória artística e confessou que ainda sente o preconceito nos bastidores da televisão. Em entrevista ao Splash, do UOL, a artista também relembrou com carinho a cena de seu papel como ajudante do lar na obra de João Emanuel Carneiro e que caiu nas graças do público.

“Avenida foi um divisor de águas na minha vida. Existe uma Cacau antes de ‘Avenida Brasil’ e outra depois de Avenida Brasil. A cena do amendoim foi total improviso. Depois disso, posso dizer que tive bastante liberdade na novela. Eles [direção] me deixavam bem livre para criar, porque eu era a única do meu núcleo que podia fazer comédia, já que, naquele momento, a família [de Tufão] estava em um momento tenso”, confessou a artista.

Cacau Protásio também celebrou a sua personagem Terezinha, na série do Multishow, que chegou na 11ª temporada neste ano. “Eu não imaginei que fosse chegar à terceira temporada, e hoje estamos na 11ª! Em todo lugar a que vou, tem alguém que fala: ‘eu tenho uma tia escandalosa como a Terezinha’, ‘tenho um primo gay igual ao Ferdinando (Marcus Majella). Todo ser humano tem alguém na família que é igual a alguém do Vai Que Cola. Aquela família existe!”, comemorou a atriz.

Por fim, a artista admitiu que ainda é alvo de preconceito racial nos bastidores da televisão, mas que procura não se abalar e seguir em frente com a competência de seu trabalho e o carinho do público.

“Sofro até hoje, até de pessoas de quem não esperava, que se dizem minhas amigas. Às vezes é nítido, a ponto de a equipe inteira notar. É triste de ver. Sempre digo: ‘o preconceito não é meu, é do outro’. Graças a Deus, passei [por isso], segui e cheguei aonde cheguei. Ainda sofro muito, mas estou indo em frente”, completou Cacau Protásio.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade