SBT “enterra” sábado com excesso de reprises

Sem produção inédita, emissora de Silvio Santos abusa de reprises

Publicado há 5 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Programa da Maisa não estava em seu melhor momento no SBT. Mas o seu fim colaborou com o empobrecimento da programação de sábado da emissora. Com o fim do Bake Off Brasil e sua substituição por reprises de Fábrica de Casamentos, já não há conteúdo de entretenimento inédito no canal neste dia da semana.

Afinal, desde o início da pandemia, a emissora suspendeu as produções do Programa Raul Gil e do Topa ou Não Topa. Com isso, o programa do veterano foi reapresentado ao longo de todo 2020 (o que é compreensível, já que Raul é do grupo de risco da covid-19). Patrícia Abravanel foi outra que está há um ano na base do repeteco: primeiro com o game das maletas e, agora, com o Máquina da Fama.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas não é só isso. O SBT tapou o buraco deixado pela atração de Maisa Silva por uma edição do Triturando, que vai ao ar depois de Raul Gil. Porém, se trata de uma edição que reaproveita material visto na semana. Não há conteúdo inédito.

À noite, sem Bake Off: A Cereja do Bolo, a emissora programou Chiquititas às 20h30, empurrando a reprise de Máquina da Fama para mais tarde. E o musical de Patrícia Abravanel entrega para a reprise de Fábrica de Casamentos. Ou seja, todos os programas de entretenimento que o SBT exibe atualmente aos sábados são reprises.

É compreensível que a pandemia tenha atrapalhado as produções do SBT. Mas as demais emissoras abertas têm se virado para seguir produzindo nestas circunstâncias. Enquanto isso, a emissora de Silvio Santos prefere pegar o caminho mais curto e, simplesmente, tirar o pó do arquivo e colocar no ar.

Um cenário triste para um canal que, até pouco tempo atrás, vinha investindo bastante na programação de sábado, ofertando uma grade variada. Hoje, o sábado do SBT está mais apagado do que nunca. Com isso, não apenas deixam o espectador frustrado, como abrem espaço para a concorrência avançar ainda mais. O prejuízo já existe e o SBT vai pagar esta conta.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio