Órfãos da Terra: Grandiosa, vingança de Dalila não faz muito sentido

Publicado há um ano
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dalila (Alice Wegmann) foi alçada ao posto de grande vilã de Órfãos da Terra, novela das seis da Globo, depois da morte de seu pai, o sheik Aziz (Herson Capri). A jovem associou o assassinato do sheik ao casal Laila (Julia Dalavia) e Jamil (Renato Góes) e, desde então, não mede esforços para se vingar. No entanto, chama atenção a grandiosidade da vingança, que chega a colocar em risco o próprio plano em si.

Pra começar, Dalila esperou anos para, enfim, colocar seu plano em prática. A vilã passou muito tempo estudando os passos e arquitetando ideias para prejudicar Laila e Jamil. Com isso, deu tempo para que o amor do casal central crescesse e se consolidasse. Assim, quando ela entrasse em ação, o estrago seria ainda maior. Algo ousado, mas que deixava claro que Dalila é uma vilã clássica, muito fria e calculista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, quando ela finalmente desembarcou em terras brasileiras como a benfeitora Basma, o leque de seu plano de vingança foi ampliado. A jovem colocou como objetivo prejudicar não apenas Laila e Jamil, mas toda a sua família. Para tanto, seu primeiro alvo foi Miguel (Paulo Betti), que é casado com a prima da mãe de Laila (ou seja, o grau de parentesco é bastante questionável). Dalila chegou ao ponto de construir um cassino apenas para que Miguel se afundasse em seu vício em jogos. Atualmente, Miguel se encontra em maus lençóis, acumulando dívidas.

Vingança sem foco

Sem dúvidas, um plano bastante ousado. Mas se o ódio de Dalila é voltado para Laila e Jamil, por que ela não concentra seus esforços justamente no casal? Ao apostar num plano que prejudica um tio distante de Laila, Dalila perde tempo. Além disso, deixa rastros e cria inimigos, como os filhos de Miguel, que investigam Basma e estão prestes a desmascará-la. Valeu a pena?

Novelão

Duca Rachid e Thelma Guedes, as autoras de Órfãos da Terra, são adeptas do novelão. Deste modo, o plano grandioso de vingança de Dalila segue da cartilha das autoras, que não economizam trama e são conhecidas pela agilidade com que resolvem os conflitos de suas novelas. Assim, o plano cheio de nuances de Dalila serve para que as autoras consigam manter a história de pé e interessante.

Portanto, o resultado, ao menos até aqui, é alcançado. Por mais que o plano de Dalila pareça demasiadamente desproporcional, ele ajuda a irrigar os conflitos dos diferentes núcleos da obra. Como as autoras desenharam bons personagens em cada um deles, as tramas caminham harmoniosamente. Ou seja, mesmo que a vingança de Dalila pareça sem sentido, ela dá à Órfãos da Terra um bom ritmo e, principalmente, consegue envolver a audiência. A novela funciona.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio