Em 1996

Saiba por que Antonio Fagundes “sumiu” de O Rei do Gado no meio da novela

Astro da história escrita por Benedito Ruy Barbosa teve estafa com a rotina puxada de gravações

Publicado em 24/05/2023

Personagem principal da história criada por Benedito Ruy Barbosa para O Rei do Gado, Bruno Mezenga (Antonio Fagundes) tornou-se uma das figuras ficcionais para sempre lembradas pelos fãs de teledramaturgia desde a primeira exibição da novela, em 1996-1997.

No segundo semestre de 1996, Antonio Fagundes pediu para sair da novela por algum tempo, devido a uma estafa. Afinal, o ator já havia sido um dos protagonistas da primeira fase (no papel de Antonio Mezenga, avô paterno de Bruno) e na ocasião já gravava havia vários meses um número elevado de cenas por dia e por cena, era muito exigido pelo roteiro. O ator chegou a ir para um spa, a fim de relaxar e emagrecer um pouco, e já havia combinado essa saída de alguns dias com Benedito.

A solução para fazer com que Antonio Fagundes pudesse ter “férias” com a novela no ar, atendendo a seu pedido, sem comprometer o enredo, do qual o ator era protagonista absoluto, foi levar Bruno Mezenga a sofrer um acidente com o avião com o qual percorria suas fazendas pelo Brasil, e causar com isso uma grande comoção e expectativa em torno da esperança de encontrá-lo com vida, embora todas as evidências pareçam dizer o contrário.

No início do capítulo 68 original, Antonio Fagundes aparece em cena pela última vez antes da folga. Com destino à fazenda de Pereira Barreto (SP), o avião do pecuarista cai, e uma vítima fatal é o piloto Olavo (Carlos Takeshi), cuja viúva não deixa de manifestar seu descontentamento aos filhos de Bruno, Marcos (Fábio Assunção) e Lia (Lavínia Vlasak), quando eles comparecem ao funeral: “Finalmente o pai de vocês deu férias pro meu marido”.

Quem encontra o corpo de Olavo, na busca por Bruno, é o amigo fiel Zé do Araguaia (Stênio Garcia), na companhia de dois homens contratados para ajudá-lo. Marcos, Luana (Patrícia Pillar) e até Rafaela (Glória Pires) se lançam às buscas pela mata da região.

No capítulo 86, o público passa a ver algumas cenas pela perspectiva de quem está perdido na mata e quase morto, depois de muito esforço e um acidente traumático. É Bruno, que no capítulo seguinte aparece claramente diante das câmeras e, num ato desesperado para sobreviver, come algumas larvas de uma das árvores que o rodeiam.

No capítulo 88, o fazendeiro é encontrado por Luana, Marcos e Zé do Araguaia, para felicidade dos que o amam e tristeza daqueles que possivelmente ganhariam com seu falecimento, como Léia (Sílvia Pfeifer), Ralf (Oscar Magrini) e Geremias (Raul Cortez). Depois de ficar à beira da morte, Bruno ainda enfrenta muitos problemas até o desfecho de O Rei do Gado.

Na próxima segunda-feira (29), o Vale a Pena Ver de Novo passa a exibir Mulheres Apaixonadas (2003), de Manoel Carlos, que divide espaço durante uma semana com as emoções finais de O Rei do Gado. A novela de Benedito Ruy Barbosa se despede da sessão com sucesso pela terceira vez – as anteriores foram em 1999 e 2015. Além disso, o Canal Viva também exibiu a história, em 2011.