Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
VIOLEIRO

Quem viveu Tibério na novela Pantanal de 1990? Músico ficou de fora do remake

Cantor Guito é quem interpreta o peão na versão atual exibida pela Globo

Publicado em 20/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Pantanal traz à Globo a história original de 1990, escrita por Benedito Ruy Barbosa, adaptada pelo neto dele, Bruno Luperi. Tibério, por exemplo, é um dos personagens mantidos nessa edição.

Agora, o peão e violeiro é vivido por Guito, estreante em novelas. Trindade, parceiro dele, também continua na história, sendo interpretado por Gabriel Sater, filho de Almir Sater.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Para quem não sabe, Guito administra uma fazenda em Minas Gerais, mais precisamente na cidade de Araxá. Por lá ele vende queijos e fabrica vinhos e cachaças. É casado e tem dois filhos.

Tibério (Guito) na novela Pantanal

Quem era Tibério em 1990?

Na primeira versão de Pantanal, exibida em 1990 na Rede Manchete, o cantor Sérgio Reis interpretou o peão e violeiro Tibério. 32 anos depois, muita gente acreditou que o veterano estivesse no remake da Globo.

No entanto, ele não foi convidado, ao contrário de Almir Sater, que interpretou Trindade na versão antiga e agora vive o chalaneiro Eugênio. Escrita por Benedito Ruy Barbosa, a versão original trouxe à TV o universo da música regional e por isso o autor escalou os músicos.

A dupla Tibério e Trindade fez muito sucesso quando Pantanal foi exibida pela primeira vez. Além de serem os peões de confiança de José Leôncio (Cláudio Marzo), eles empunhavam suas violas para entonar canções típicas do sertanejo raiz.

Trindade (Almir Sater) e Tibério (Sérgio Reis) na Pantanal de 1990

Remake de Pantanal

O autor optou por manter muitas das tramas intactas e mexer somente em algumas, conforme a necessidade, afinal, 32 anos separam uma obra da outra.

Para as locações, a Globo escolheu a fazenda de Almir Sater como ponto central da história. É o mesmo local em que foi gravada a primeira versão e que foi comprado pelo cantor logo após o sucesso da novela.

Com isso, também aconteceu o convite para Almir participar do remake e assim ele ficou com o papel de Eugênio.

Já Sérgio Reis não faz parte do elenco da nova versão de Pantanal. Não se sabe, por ora, se o artista foi ou não convidado, e nem o porquê de sua ausência. A coluna entrou em contato com o cantor, mas ainda não obteve resposta.

Sérgio Reis como Tibério e Andrea Richa como Muda na versão antiga de Pantanal

Leia também: Muda e Tibério: Essa história de amor acaba em tragédia em Pantanal?

Guito não se inspirou em Sérgio Reis

Guito abriu o jogo sobre a composição de Tibério. Ele assumiu que preferiu não se espelhar no personagem da versão anterior da novela e teve suas razões.

“Sou muito do Tibério na vida real, sou agrônomo. Trago muito dele. Não quis ver a primeira versão, quis dar uma nova roupagem”, pontuou o compositor, entregando que seu personagem não carregará trejeitos e outros detalhes de Sérgio Reis.

Em relação à arte de atuar, na qual é iniciante, Guito abriu o jogo sobre os principais obstáculos. “Tive um pouco de dificuldade na parte técnica disso tudo, trazer isso pro personagem… Mas graças a Deus estou com esses atores maravilhosos. Então tô bem tranquilo. Tenho parceria com o Gabriel Sater, com o Almir [Sater]…“, declara.

O cantor Tibério, papel de Guito que foi de Sérgio Reis

Conheça também: Após versão antiga de Pantanal, Almir Sater comprou as terras usadas no remake da Globo

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....