Copia e cola

Record TV tentou recriar Dona Jura e Basílio, de O Clone, com os mesmos atores

Solange Couto e Silvio Guindane voltaram a dividir cena em Balacobaco (2013)

Publicado em 24/01/2022

Marcada como Dona Jura, a icônica personagem de O Clone, Solange Couto voltou a encarnar um mesmo perfil de personagem alguns anos depois, em Balacobaco (2013), na Record TV – novela idealizada por Gisele Joras para reerguer a faixa das 22 horas da emissora de Edir Macedo após o fracasso de Máscaras. Coincidência ou não, a atriz também dividiu cena com Silvio Guindane, o intérprete de Basílio, sua dupla na trama de Glória Perez.

Já no folhetim “farofa” da Record TV, Solange Couto foi Cremilda. Entretanto, diferente de Dona Jura, que era uma mulher batalhadora e dona de um bar, em Balacobaco sua personagem era trambiqueira, mãe de Diva (Barbara Borges) e Dóris (Roberta Gualda).

Zé Maria, personagem de Guindane, ajudava Cremilda a aplicar pequenos golpes em pessoas incautas. Ambos tinham inclinação para agir de forma inescrupulosa, sem enxergar nisso mal algum. Eles se faziam de cegos, de doente e armavam inúmeras chantagens para conseguir algum benefício em proveito próprio.

Solange Couto e Silvio Guindane em cena de Balacobaco (Reprodução: Record TV)
Solange Couto e Silvio Guindane em cena de Balacobaco Reprodução Record TV

Mais de Balacobaco

Balacobaco não foi um sucesso na Record TV devido a má fase que a emissora enfrentava à época. Entretanto, suas qualidades são muitos mais evidentes.

Com uma trama popularesca e nada parecida com o que a emissora tinha produzido até então, Balacobaco ganhou críticas positivas da imprensa especializada devido a abordarem sobre o cotidiano nos bairros de classe C. O melodrama de comédia teve média geral de 7 pontos.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade