Fim trágico

Esquecido pela TV, ator de Mulheres de Areia entrou em depressão e faleceu cedo demais: “Morreu de tristeza”

Antônio Pompêo foi um dos destaques da novela de Ivani Ribeiro

Publicado em 09/12/2023

Um grande ator de Mulheres de Areia faleceu cedo demais e deixou saudade. Esquecido pela TV, Antônio Pompêo entrou em depressão e “morreu de tristeza”.

Na trama de Ivani Ribeiro exibida em 1993, o ator interpretou o personagem Servílio. O pescador era casado com Vilma (Denise Milfont) e enfrentava problemas com alcoolismo.

Antes da trama praiana, Antônio também apareceu em O Rei do Gado, reprisada recentemente. Na produçaõ, ele viveu Dominguinhos, do núcleo dos trabalhadores sem terra liderados por Regino (Jackson Antunes).

Antônio Pompêo em O Rei do Gado
Antônio Pompêo como Dominguinhos em O Rei do Gado

Morte trágica

Tanto Mulheres de Areia quanto O Rei do Gado mostraram todo o talento de Pompêo na TV. Ator renovado, ele morreu recentemente, em 5 de janeiro de 2016, aos 62 anos de idade.

Antônio Pompêo foi encontrado morto em seu apartamento, na zona oeste do Rio de Janeiro. A causa nunca foi divulgada publicamente. Quem deu maiores informações sobre a tragédia foi a atriz Zezé Motta. A veterana era grande amiga de Pompêo, desde que atuaram juntos no filme Xica da Silva.

Segundo Zezé, o amigo não se sentia valorizado. Ele foi esquecido pela TV, enfrentou uma grave depressão e morreu de tristeza.

Meu amigo estava recluso, deprimido com a falta de oportunidades de trabalho. Essa é a realidade. Não teve o grande reconhecimento que merecia. Acho que morreu de tristeza”, disse ao jornal A Tarde.

O ator Antônio Pompêo
O ator Antônio Pompêo Dominguinhos de O Rei do Gado

Novelas com Antônio Pompêo

A carreira artística de Pompêo começou na década de 1970. Ele fez alguns filmes e estreou na TV na novela Senhora. A partir daí, esteve em muitas tramas, principalmente de época.

Típico das décadas passadas, o ator era escalado para viver personagens pequenos, como em Tenda dos Milagres, Sinhá Moça, O Outro e Kananga do Japão.

Nos anos 1990, engrenou em novelas da Globo, como Pedra Sobre Pedra, Mulheres de Areia, Fera Ferida, A Viagem e, claro, O Rei do Gado. Sua última trama na emissora foi A Casa das Sete Mulheres.

Depois, ele foi contratado pela Record TV. Fez quatro novelas, sendo Prova de Amor o maior destaque e Balacobaco, em 2012, a última, quatro anos antes de sua morte.

Grande liderança negra, Pompêo foi conhecido também por trabalhar na famosa Fundação Palmares, órgão ligado ao Ministério da Cultura do Governo Federal.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade