Especial sobre os 70 anos da televisão brasileira: Na Parte 4, reflexões sobre concorrência e novas telas

Apesar das investidas de SBT e Record TV, a TV Globo se mantém na liderança

Publicado há um mês
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na quarta e última parte do especial sobre os 70 anos da televisão brasileira que o TBT da TV do Observatório da TV faz neste mês de setembro no qual se celebra a importante data, falamos sobre os anos 1990, a intensificação da concorrência das emissoras abertas e os novos hábitos e novas telas.

Se no começo da década de 1990 a TV Manchete incomodou muito com o sucesso de Pantanal, novela que chamava a atenção para toda a grade noturna da emissora de Adolpho Bloch, logo o SBT retomou sua condição de “líder absoluto da vice-liderança”, com o jornalístico policialesco Aqui Agora e remakes de novelas de sucesso, produzidos com esmero e bom elenco.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Éramos Seis, As Pupilas do Senhor Reitor e Os Ossos do Barão são algumas das novelas dessa “safra Nilton Travesso”, em referência ao supervisor da dramaturgia do SBT na época. Nos anos 2000, outro remake de um sucesso do passado, A Escrava Isaura, marca a fase “a caminho da liderança” da Record TV, que chegou a roubar da TV de Silvio Santos a segunda posição.

Mesmo que hoje em dia sofra um pouco mais com a concorrência, talvez mais da parte de outras formas de entretenimento e novos hábitos de um público mais jovem, a TV Globo segue “bem na foto”, como se diz. E maior prova disso não há do que os números de audiência registrados pela emissora, até mesmo em plena quarentena, com reprises de novelas em todos os horários. Confira o vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais