Crítica

Mulher-Hulk: Defensora de Heróis retorna à boa fase

Análise do sétimo episódio da série da Marvel Studios para a Disney+

Publicado em 29/09/2022

Se pelos dois capítulos anteriores, tivemos um momento de baixa em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis, voltamos à boa fase com ‘O Retiro’, especialmente no quesito humor.

E tais méritos vão além da carismática Tatiana Maslany, uma vez que Tim Roth – o ex-vilão Abominável – e uma turma mais do que especial, também merecem os elogios por entregar uma parte bem divertida, quase tão engraçada quanto ‘Não é Magia de Verdade?’

Mulher Hulk 1
Novos “super-heróis” de Mulher-Hulk: Defensora de Heróis

Coadjuvantes divertidos

Em ‘O Retiro’, observamos nossa super-heroína sofrendo de ansiedade por um cara que ela gostou no casamento da “amiga” em ‘Apenas Jen’.

Ela fica olhando o celular a cada cinco segundos para ver se o tal ‘crush’ respondeu suas mensagens. Basicamente, vemos a produção da Disney+ buscando uma análise do porquê nos dedicamos e entregamos tanto de nós a outros, praticamente anulando nossa existência no processo.

É aí que entra a boa sacada escrita por Zeb Wells, colocando alguns outros personagens que podem ou não aparecer mais a frente, entretanto, fazem o que é preciso para tornar ‘O Retiro’ algo mais certeiro e divertido.

Mulher Hulk 2
O ex-vilão Emil Blonsky/Abominável (Tim Roth) em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis da Disney+

Lição dada, lição aprendida

Também vale destacar Tim Roth – que reaparece na série da Marvel Studios – expressando a mesma ideia vista pelos primeiros capítulos da temporada, ou seja, um cara zen que só quer viver sua vida e ajudar outros em necessidade.

Através da filosofia alternativa dele, testemunhamos a protagonista Jennifer Walters / Mulher-Hulk tendo que olhar no espelho (figurativamente) para perceber o quão mal cuidada ela ficou por tanto tempo, e que a única que pode cuidar dela é ela mesma.

A cena onde a super-heroína se toca disso, talvez seja o momento mais meditativo de toda a temporada, até o momento. Só por isso, já é possível afirmar que Mulher-Hulk: Defensora de Heróis da Disney+ reencontrou seu eixo.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade