Superprodução da Globo, Força de Um Desejo virou freguesa de A Madrasta, no SBT

SBT fortalecia sua grade com sequência de novelas clássicas

Publicado há 3 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Folhetim dos mais pitorescos e elogiados na faixa das 18 horas da TV Globo, a novela Força de Um Desejo (1999-2000), de Gilberto Braga e Alcides Nogueira, embora figure entre as mais clássicas da história recente da dramaturgia, não representa um sucesso de audiência.

Nem em sua exibição original, tampouco em sua reprise, em 2005, no Vale a Pena Ver de Novo, quando virou freguês do SBT, que exibia a enlatada mexicana A Madrasta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Programada para uma nova reapresentação, desta vez no canal Viva, informação de Duh Secco, no RD1, Força de Um Desejo reúne um elenco de requinte e brilhantes atuações, mas que não foram o suficiente para barrar ascensão e a popularidade da sombria história policial protagonizada pelos veteranos Victória Ruffo e César Évora.

Malu Mader viver a Ester Ramos Delamare em Força de Um Desejo (Divulgação/TV Globo)

A derrota da novela da Globo veio a se repetir nas tardes, um mês após a sua reestreia, com a chegada de A Madrasta, que mostrou força total ao ganhar o embalo da segunda reprise de A Usurpadora (1998), que em sua última semana chegou a registrar números acima dos 14 pontos.

Em seu último capítulo, a entrega da trama de Gabriela Spanic para A Madrasta bateu 16 pontos contra 14 da Globo. A partir de então, Maria (Vitória Ruffo) carregou as tardes do SBT nas costas, e, bem como diz o slogam do folhetim mexicano, ela se tornaria o “seu pior pesadelo”. E assim foi!

Elenco principal de A Madrasta (Divulgação: Televisa S.A.)

Força de Um Desejo não segurou a audiência de sua antecessora, Laços de Família (2000-2001), e a famosa “dobradinha” de novelas do SBT, fortalecidas por ótimos títulos como Café com Aroma de Mulher (1995) e Maria do Bairro (1997), além de uma grade sustentada com séries, Casos de Família com Regina Volpato, telejornal e Rebelde (2004-2006), deu um enorme trabalho para a Globo.

Fábio Assunção e Malu Mader em Força de Um Desejo (Divulgação/Globo)

Enquanto a trajetória de A Madrasta caminhava para se tornar um marco no que se refere audiência de novelas internacionais no Brasil, na Globo, a reprise de Força de Um Desejo saiu do ar e entrou direto no ranking das piores da década passada.

Poster promocional de A Madrasta (Divulgação: Televisa S.A.)

A estreia de A Madrasta registrou 11 de média. A novela chegou a liderar em vários capítulos que apresentaram os populares “pontos de virada” da história, alcançando 15 de pico. No último capítulo, a trama de Maria e Estevão conquistou 13 pontos de média, e garantiu a liderança absoluta ao SBT.

Contudo, o belo folhetim de época da Globo, como adiantado por Duh Secco, tem previsão de estreia no Canal Viva a partir de dezembro, em substituição a Chocolate com Pimenta (2003). Vale lembrar que a mesma novela já foi anunciada para estreia em 2019, mas o que acabou vindo foi Porto dos Milagres (2001).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais