Segundo Sol: Roberval perde as estribeiras e dá tapão em Rochelle

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Roberval (Fabrício Boliveira) está cansado dos aborrecimentos causados por Rochelle (Giovanna Lancellotti). Ele já chegou a expulsá-la de casa, mas a patricinha não o levou muito a sério. Com isso, ele vai procurá-la para pedir que ela se retire e uma briga começará. Em determinado momento, o empresário vai esbofeteá-la. Confira.

“Ei, quê isso, ataque terrorista?! Para com isso! Para!!!”, falará Rochelle ao ser acordada. “Isso não é hora de gente decente estar na cama, levanta daí, vista-se e vamos trabalhar!”, falará Roberval. Ela não dará ouvidos e o filho de Zefa se irritará mais ainda. “Menina, preste atenção, sua vida mudou! De agora em diante vai acordar cedo, se vestir, tomar um café rápido e ir pra minha empresa trabalhar como uma pessoa normal. Estou lhe dando a última chance, vai me mostrar que merece trabalhando como secretária e recebendo salário igual a todos os funcionários, sem nenhuma regalia!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Presa por tráfico, Laureta jura partir para cima de Karola, em Segundo Sol, na Globo

“Eu?! Recebendo salário de secretária e tendo que bater ponto? Posso ter sangue de negra mas tenho cara e alma de rica, não sou feito você e sua mãe, não nasci pra ser escrava de ninguém, não!”. Neste momento, ele baterá no rosto dela, surpreendendo-a.

Rochelle faz escândalo depois de apanhar

“Eu não acredito… Vai ficar marca! Socorro! Esse louco vai me matar!”, reagirá Rochelle. “Merecia uma surra de cinto!”, insistirá o empresário. Ela, então, dará outro tapa nele. “Que gritaria é essa, Rochelle?!”, perguntará Edgar, chegando preocupado. “Ele me bateu!”, contará a mocinha.

“Ela me tirou do sério! Vocês tinham que ter dado umas boas surras nessa peste quando era criança pra ver se aprendia a ser gente!”, se explicará. “Tá ardendo muito! Eu vou ficar marcada, traumatizada…”.

“Se acalme, filhinha, mamãe tá aqui… Não chore…”, falará Karen. “Pelo amor de Deus, Roberval, você não tinha esse direito!”, pontuará Edgar. “Palmada é mal necessário quando a criança não entende limites!”, insistirá Roberval. “É minha filha! Você não tem o direito! Tá maluco???”, se exaltará Edgar.

“Tô é lhe fazendo um favor educando a menina que vocês dois não souberam educar!”, falará o ricaço. “Vou quebrar a sua cara!”, ameaçará Edgar. “Vai apanhar, como sempre apanhou!”, provocará Roberval. “Quer pagar pra ver?”, rebaterá Edgar. “Sai daqui, Roberval!”, mandará Karen, segurando o marido.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio