Segundo Sol: Para destruir Roberval, Severo e Laureta se unem

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Severo (Odilon Wagner) não suporta mais ser humilhado por Roberval (Fabrício Boliveira). Depois de ficar nas mãos do empresário, que é seu filho, ele vai buscar Laureta (Adriana Esteves). O objetivo dele é reunir forças com a cafetina e, enfim, destruir o milionário. Confira.

“Coisas de meu interesse sobre Roberval? E o que seria, exatamente?”, perguntará a vilã, surpresa com a presença do patriarca da família Athayde. “Me diga o que você sabe da vida escusa de Roberval…”, pedirá ele. “Você diz que tem coisas pra me contar, e quer tirar informações de mim?! Era só o que faltava! Velho sonso, volte pra sua casa, vá cuidar de sua faxina”, rebaterá Laureta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Com medo de morrer, Galdino aceita ajuda de Luzia, em Segundo Sol, na Globo

“Você sabe que agora estou convivendo com Roberval, sendo obrigado a conviver, depois que ele comprou minha casa… eu sei que você quer acabar com ele tanto quanto eu, e estou disposto a me unir a você nisso”. “Severo Athayde, mentiroso, truqueiro, 171! Não devia lhe dar trela nenhuma considerando o triste passado que nós tivemos…”, provocará.

Laureta cede e ouve Severo

“Digo o mesmo de você. Mas agora, por um capricho do destino, estamos no mesmo barco”. “Vá, fale, velho safado, vamos ver o que você tem pra me oferecer…”. “Pelo que ouvi, ele deve ter brigado com o sócio dele de Angola… Roberval tem o rabo preso com alguma coisa que não tem a ver com a construtora, e tá levando ele a se desentender com esse sócio… imaginei que você pudesse saber o que é”.

“É, talvez a gente possa se ajudar…”, dirá Laureta. “Se você me contar o que sabe dele, juntando com o que eu sei, talvez a gente chegue em alguma coisa…”. “Eu soube que o negócio de verdade de Roberval são pedras preciosas. Diamantes”. “Diamantes? Tá explicado essa fortuna toda que ele esbanja. Com certeza faz tráfico ilegal das pedras…”, deduzirá Severo.

“Você é que tem acesso a Roberval. Fique ligado, tente saber quem é o tal sócio, aí a gente segue em frente com nossa conversa. Não se preocupe que eu vou ser generosa. Libero um cascalho pra você tomar uma cachaça pra esquecer que ficou pobre, velho”. “Não precisa me dar dinheiro não. Pra mim, ver a queda de Roberval é uma coisa que não tem preço”, concluirá.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio