Segundo Sol: Laureta explica em detalhes como forjou morte de Remy; entenda

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, o retorno de Remy (Vladimir Brichta) pegará todo mundo de surpresa, incluindo a audiência. Nos próximos capítulos, Laureta (Adriana Esteves) vai explicar como tramou a falsa morte do irmão de Beto (Emílio Dantas). A cafetina detalhará como enganou todos e, ainda, se gabará do êxito de seu plano. Confira.

“Aquela champagne que você me deu já tava batizada, não é?”, questionará Remy. “Trabalho de profissional, meu amor”, responderá Laureta. “Você é muita abusada mesmo! Fingiu que me matou, me preparou pro velório na sala da casa de meus pais e ainda me gratinou no crematório, na frente de todo mundo! Fez o teatrinho completo, em três atos e sem intervalo!”, rebaterá ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Valentim resgata Karola de bordel de Laureta, em Segundo Sol, na Globo

“Olhe, até quem não gostava de você chorou! Que sequências de cenas emocionantes! Sua falsa morte foi um dos meus golpes mais ambiciosos! Até eu me espanto com a minha própria genialidade!”. “E venha cá, como foi que você conseguiu um atestado de óbito falso?!”. “Dinheiro compra tudo, ainda mais aqui no Brasil! O dinheiro entrou, seu corpo saiu! Um grande acordo, com autópsia e tudo!”.

Ainda neste capítulo de Segundo Sol

“Você jogou muito sujo comigo. Podia ter aberto o jogo comigo”. “Se eu te conto tudo, você amarela que eu lhe conheço! A ignorância muitas vezes é uma benção, Remy!”. “E se eu sufocasse ali dentro? Ficasse sem ar?”. “O caixão tinha ventilação nas laterais e no fundo! Coisinha pequena, umas frestas muito bem colocadas que deixavam o ar entrar e sair!”. “E se eu acordasse no meio do velório?”.

“Garanto que seria uma cena bem dramática! Uma espécie de ópera bufa baiana! Era capaz de seu Dodô enfartar e morrer ali no seu lugar! É bom que já usava o mesmo caixão!”. “Realmente, minha vida é uma piada pra você!”. “Deixe de ser ranzinza! Eu sabia que isso não ia acontecer! A quantidade de sedativo que o médico lhe aplicou apagava até um elefante de uma tonelada por 48 horas!”.

Neste momento, aparecerão imagens do velório de Remy e Laureta continuará falando. “Você tava bem sedado, dormindo feito uma branca de neve, igual uma bela adormecida! Era melhor que você não tivesse acordado, que não tivesse consciente, pra passar pelas situações que seu corpinho passou!”. “Você podia ter me matado de verdade!”.

Laureta explica sobre crematório

“Podia! Podia sim! Mas não matei! E pare de resmungar, que coisa chata! E se, e se, e se… E se, nada! Você tá aqui, vivinho da Silva, vendendo saúde! Deixe de ser negativo, deu tudo certo, tá tudo bem!”. “Pelo menos você podia ter evitado a cena do crematório, vai!”. “E perder meu gran finale? Nunca! Jamais! Ô brincadeirinha cara que foi essa, tive que molhar a mão de legista, de funcionário do crematório, do diabo a quatro. Em pouco mais de quarenta e oito horas você foi até o céu, chegou no paraíso, viu todos os anjinhos ali em volta, e quando acordou tava ressuscitado, inteirinho perfeitinho, lá na Cidade Maravilhosa!”.

“Como se Copacabana fosse o paraíso mesmo…”. “E não é? Você é muito ingrato! Te instalo em hotel de luxo, no bem bom, e você ainda reclama!? Lá você pode fazer o que você quiser, pegar a mulher que quiser, na cama que você escolher! Você pode ir pra praia, pode ir pra piscina, pode tomar seu gorózinho relaxado… É lá que você tem que continuar! Veio fazer o que aqui?”.

E mais!

“Vim atrás de dinheiro! Você fala, fala, mas tá sendo bem canguinha comigo! Você depositou metade do combinado esse mês, por isso tô aqui!”. “Ah é? Achei que você tinha vindo aqui pra desenterrar seu tesourinho que você enterrou antes da sua “morte”. Mais de sete milhões de reais, em dólares. Não se esqueça que eu tenho sociedade com você! Quero meus 20% de comissão”.

“20%? Não sei disso não…”. “E ainda tá barato por sua vida! Fui eu que te trouxe do além, não se esqueça disso! Por Karolinha, você taria fazendo sala ao capeta a essa hora. Você tinha me dito que esqueceu onde tinha enterrado o dinheirinho… Por acaso se lembrou?”. “Você não tem nada a ver com isso. Nosso arranjo é outro!”. “O que eu sei é que tava tudo correndo conforme o planejado! Agora, na hora que eu finalmente encontro Luzia e ela vai presa, você surge aqui de novo?! Essa foi a pior hora pra você aparecer aqui de volta! A pior!”, concluirá Laureta, irritada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio