Segundo Sol: Com medo de ser assassinado, Ícaro larga Laureta

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Ícaro (Chay Suede) percebeu que Laureta (Adriana Esteves) é perigosíssima. O rapaz desconfiará que ela assassinou Galdino (Narcival Rubens) e decidirá sair de sua vida. A cafetina apelará e dirá até que o ama, mas ele já está certo do que deve fazer e não se comoverá. Confira.

“Ícaro! Que bom que você tá aqui comigo! Quer um uisquinho?”, perguntará Laureta. “Imagino que você teja sofrendo muito a morte de Galdino! Afinal ele era seu fiel escudeiro!”, responderá Ícaro. “Tô! Tô sofrendo sim, tô abalada, tô precisando de você! Vem, me abraça, Ícaro!”, falará a cafetina.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Laureta ameaça acusar Rosa de ter matado Galdino, em Segundo Sol, na Globo

Neste momento, ela se aproximará dele, mas ele não reagirá. “Posso saber o porquê dessa frieza toda?”, questionará. “Cê não sabe? Nem imagina, Laureta? Vem cá, você quer mesmo que eu fique aqui?”, perguntará. “Que pergunta é essa agora?”, indagará ela. “Quero saber se você quer que eu fique aqui! Ou se eu não fizer o que você quer, você me mata também? Aliás, como é que você mata sem deixar pista?”.

Ícaro vai embora e Laureta se aborrece

“Olhe, Ícaro, quem mata as pessoas não sou eu, é sua mãe! Você deve tá confundindo!”, rebaterá. “Que minha mãe mata parece que sim, mas você…? Você eu tenho certeza! Que foi que houve aqui? Galdino se virou contra você? Era ele o traidor que você dizia que andava pela casa? Ele descobriu algum outro segredo seu?”.

“Vá tomar um banho e relaxe! Descanse a cabeça que você não tá bem e não tá me fazendo bem!”. “Pode ficar tranquila que eu não vou mais te perturbar! Eu tô indo nessa, tô caindo fora…”. “Como assim? Tá indo aonde?”.

“Pra longe de você, de toda a sujeirada dessa casa! Tô me mandando!”. “Você tá é fazendo tudo errado de novo, se afastando da única pessoa que gosta de você, que lhe entende, que lhe ajuda!”. “Muito obrigado por tudo, mas deu!”.

Ícaro se virará para sair, mas Laureta o impedirá: “Não! Você não pode me deixar agora!”. “Não posso por quê?”. “Porque eu te amo”, responderá, surpreendendo. “Oxe! Não era você que era contra todos os romantismos? Não é você que falava que o amor romântico é uma invenção? Pois então, tá se contradizendo!”. “Eu nunca falei isso antes, mas agora eu falo, pra você eu falo: eu te amo! Eu te amo, Ícaro!”. “Pois eu não te amo, Laureta. Adeus”. “Você vai se arrepender!”, concluirá a vilã, ameaçadora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio