Segundo Sol: Beto arrisca tudo e esconde Luzia na casa da família Falcão

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Beto (Emílio Dantas) decidiu tirar Luzia (Giovanna Antonelli) do casarão. O cantor estava com receio de que Laureta (Adriana Esteves) mandasse a polícia até o local. Com isso, ele levará a mocinha para sua casa, onde poderá ficar escondida. A atitude, no entanto, encontrará resistências na família Falcão. Confira.

“Como assim, Beto, você quer que ela fique aqui? A casa é minha e de Naná, ainda!”, perguntará Dodô. “É muita cara de pau sua querer que a gente acoberte uma assassina! E pior, assassina de nosso próprio irmão!”, dirá Ionan. “Calma, tio… ninguém pode ter tanta certeza assim!”, contrariará Valentim.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Karola surta e toma banho em praça com moradores de rua, em Segundo Sol, na Globo

“São os fatos, Valentim! Ela tava com a faca na mão do lado do corpo… aí diz que não matou… e seu pai acredita porque tá apaixonado!”, insistirá o policial. “Beto, vambora, por favor…”. “Ninguém acreditou quando Luzia disse que nosso filho tava vivo, e tá aí, era verdade, não era? A gente vai provar que do mesmo jeito que armaram pra roubar nosso filho, armaram pra incriminar ela da morte de Remy! Se vocês não quiserem ser injustos, deem a ela agora o benefício da dúvida que não deram antes!”.

Ainda nesta cena de Segundo Sol

“Então, ela que se entregue e deixe nas mãos da justiça!”. “Pra quê, meu pai? Pra darem o caso por encerrado e deixarem ela mofando na cadeia? E os verdadeiros culpados ficarem impunes, é isso que o senhor quer? Que de novo ela sofra por um crime que não cometeu? É isso que o senhor chama de justiça? Eu não vou entregar a mulher que eu amo, a mãe de meu filho, nem vou deixar que ela se entregue! E se eu tiver que dar minha vida por isso eu vou dar!”.

Neste momento, Luzia já estará chorando, emocionada. “Não, meu amor, essa é a minha família, eles têm que me apoiar! Até aceito que vocês tenham dúvida, mas certeza da culpa dela não aceito. E se não acreditam nela, acreditem ao menos em mim. Eu conheço Luzia, sei que ela está dizendo a verdade, e vou provar isso”, continuará Beto. “Tô do seu lado, pai”, endossará Valentim.

“Eu também, meu irmão…”, dirá Clóvis. “Pode ficar, Luzia”, falará Naná. “Naná!?”, perguntará Dodô, inconformado. “Mãe!?”, indagará Ionan. “Vamos apoiar Beto sim, como sempre fizemos em família, tá decidido. Vocês sabem que eu fui a primeira a cobrar justiça pela morte de Remy, a exigir que Luzia pagasse caro por esse crime. Mas a verdade é que Beto me convenceu a dar a ela o benefício da dúvida. Luzia é mãe de Valentim, merece que a gente dê um voto de confiança a ela diante de tudo que tem acontecido, que vem se comprovando…”, explicará a matriarca.

E mais!

“Eu juro que não matei Remy, não tô enganando vocês… queria poder provar, eu vou provar, prometo a senhora, Dona Naná”, falará Luzia, chorando. “Tá tudo bem, Luzia… não chore…”, consolará Valentim. “Bom, enquanto não provar, eu não posso mudar de opinião. E sequer minha obrigação, que seria dar voz de prisão agora mesmo, posso cumprir. Mas ainda acho um absurdo ela ficar aqui”, falará Ionan.

“Também acho. Será possível que não tem lugar melhor pra você levar sua namorada, Beto?”, dirá Dodô. “Não, pai, aqui é o melhor lugar, aqui ninguém vai suspeitar, é o último lugar que iam achar que Luzia estaria escondida”, explicará Beto. “Realmente, ninguém pode imaginar que os pais da vítima abriguem a assassina”, cutucará Dodô. “Chega, Dodô!”, afirmará Naná. “Eu vou ficar no porão com Luzia, acho o melhor lugar, o mais seguro”, concluirá Beto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio