Repórter da Globo leva ‘olé’ de quatro pessoas ao tentar fazer entrevista ao vivo

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta terça-feira (8) do NE1, informativo regional da TV Globo exibido no Pernambuco, foi ao ar um link ao vivo feito pela repórter Camila Torres, que estava no centro de Recife tentando conversar com pessoas que estavam no local.

Leia: Fábio Porchat nega que apresentará programa na Globo: “Ninguém falou comigo sobre isso”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O assunto abordado seria o bloqueio de celulares piratas que começarão a acontecer no dia 24 de março no Estado, mas a profissional teve dificuldade na hora de tentar entrevistar alguém.

Saiba mais: Letícia Colin vai protagonizar série da TV Globo

“Com licença, amigo. Tudo bom?”, disse a jornalista para o dono de uma barraquinha. “O, minha filha, eu não gosto não”, disparou o senhor. “Não gosta de dar entrevista. Deixa eu ver outra pessoa por aqui então. Deixa eu chegar aqui mais perto. Oi, amigo, tudo bom?”, questionou Camila para outra pessoa, e também levou um fora.

“Ninguém tá querendo falar comigo aqui hoje. Tá difícil, mas vamos conseguir. Licença, qual seu nome?”, indagou a profissional para um terceiro, que saiu andando. “O Jesus, três nãos, mas ‘bora’ conseguir. Vamos ver por aqui. Vamos ver se eu dou sorte com uma mulher. Licença, tudo bom? Como é teu nome?”, perguntou Torres para uma senhora.

“Ai, eu não quero não”, respondeu a mulher, deixando a jornalista no vácuo. “Também não consegui. Gente, seguinte, vai comprar um celular, presta atenção na nota fiscal”, aconselhou Camila, desistindo das entrevistas.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais