Repórter cadeirante da Globo não consegue finalizar matéria por falta de acessibilidade

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta terça-feira (16) do Bom Dia São Paulo, informativo da TV Globo exibido na capital paulista, a repórter Flávia Cintra, que é cadeirante, teve dificuldade em terminar uma matéria que realizava para o quadro Anda SP.

A jornalista estava
na Zona Cerealista, no centro da cidade, região conhecida pela venda de
produtos a granel, o que faz com que o preço fique mais em conta. Em certo
momento, ao fazer sinal para um ônibus, a profissional quase ficou no vácuo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois, ao questionar
o motorista se poderia entrar, ouviu que o transporte estava muito cheio e
aconselhou para que ela esperasse o próximo. Glória Vanique, que estava no
estúdio do matinal, ficou indignada com a cena.

“Você está nesse
ponto desde o começo do jornal, desde as 6h, deu prioridade para outra
cadeirante [embarcar], mas em mais de uma hora você não conseguiu embarcar.
Isso é um absurdo!”, reagiu a âncora.

“É, está
difícil. Alguns ônibus não têm acessibilidade, ou não param. Nesse último que
mostramos ao vivo, o motorista educadamente sugeriu para aguardar por
outro”, respondeu Flávia.

Quando finalmente um
ônibus sem tantos passageiros chegou, a jornalista precisou da ajuda de três
pessoas para conseguir subir. Algumas pessoas que estavam dentro do transporte
demonstraram irritação por causa da demora.

Quando desembarcou numa
avenida movimentada, Cintra teve dificuldade em se locomover, já que a calçada
estava esburacada e era estreita. “Estou muito chateada porque o jornal está
acabando e eu não vou conseguir cumprir a minha promessa de mostrar a Zona
Cerealista. Vocês me desculpam?”, questionou.

“Você está mais que
desculpada, Flávia! O que a gente não desculpa é a condição dessa cidade, que é
super inacessível para as pessoas cadeirantes”, rebateu Vanique, enquanto
Flavia seguia constrangida com a situação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio