Relembre curiosidades de A Viagem, novela que volta ao ar no Viva

Essa é a quarta reprise do folhetim de Ivani Ribeiro

Publicado há 25 dias
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (21), o canal pago Viva inicia a reprise de A Viagem, novela das 19h escrita por Ivani Ribeiro e que foi ao ar pela primeira vez entre abril e outubro de 1994. Wolf Maya foi quem fez a direção geral e Solange Castro Neves colaborou na escrita.

No total, foram 167 capítulos da história protagonizada por Christiane (Diná) Torloni e Antonio Fagundes (Otávio César). A temática espírita foi o principal destaque da obra. O Observatório da TV relembra agora algumas curiosidades do folhetim que se tornou um clássico.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A produção é um remake. Em 1975, Ivani escreveu a primeira versão para a Rede Tupi. Na época, Eva Wilma e Altair Lima foram os protagonistas. O vilão Alexandre, que no remake foi feito por Guilherme Fontes, na obra original foi interpretado por Ewerton de Castro.

Eva Wilma e Altair Lima na primeira versão de A Viagem e Christiane Torloni e Antonio Fagundes no remake (Divulgação – TV Globo – Reprodução)

Os livros E a Vida Continua (1968) e Nosso Lar (1944), ambos psicografados por Chico Xavier, serviram de inspiração para a autora. Por causa da temática, o Brasil teve um aumento estrondoso na venda de livros da temática e também de adeptos da doutrina.

Ewerton de Castro como Alexandre na primeira versão de A Viagem e Guilherme Fontes no mesmo papel no remake (Divulgação – TV Globo – Reprodução)

Algumas críticas foram feitas por causa da falta de personagens negros nas cenas que representavam o céu. Por causa disso, os atores Antônio Pompeo e Léa Garcia entraram para o elenco e viveram espíritos que apareciam nas sequências.

Antônio Pompeo e Léa Garcia em A Viagem (Divulgação – Reprodução – TV Globo)

A novela Quatro por Quatro teve um atraso na produção, o que fez A Viagem ser produzida em 20 dias antes de estar no ar. Wolf declarou que isso só foi possível porque cenas de céu e inferno só começaram a acontecer após o capítulo 60, dando tempo para o cenário ser preparado.

O folhetim marcou a volta de Christiane Torloni à TV. Em 1991, a atriz perdeu o filho, Guilherme, que tinha 12 anos e faleceu num acidente de carro. A famosa mudou para Portugal e retornou em 1994, após ser convidada para estrelar a atração.

Diná (Christiane Torloni) de A Viagem (Divulgação – TV Globo)

Essa é a quarta vez que uma reprise da obra acontece. Em 1997 e 2006, a produção foi reexibida no Vale a Pena Ver de Novo. Em 2014, foi a vez do Viva reprisar a novela. Contando então com a exibição original, será a quinta veiculação do enredo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio