Publicidade da programação da CNN Brasil vaza e GloboNews corta sinal

Repórter da concorrência avisou na GloboNews que estava ao vivo na CNN Brasil

Publicado há 6 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A GloboNews cortou, na manhã desta quarta-feira (25), abruptamente a entrevista coletiva do governador de São Paulo, João Dória. O mandatário falava a imprensa sobre as medidas para combater o novo coronavírus no estado e os embates com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

O evento começou por volta de 12h40 e as emissoras jornalísticas passaram a cobrir tudo ao vivo. Doria foi chamando os repórteres por nome e veículo para que cada pergunta fosse feita. A primeira foi do repórter William Cury, da GloboNews. Ele fez duas questões e a CNN Brasil mostrou tudo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Momentos depois, o governador chamou Marcela Rahal, da nova emissora de jornalismo: “A próxima pergunta é da repórter Marcela Rahal, da CNN. Marcela, boa tarde, obrigado pela presença. Sua pergunta, por favor”.

“Estamos ao vivo”

Ela começou a pergunta fazendo publicidade da programação do canal, uma prática comum quando está acompanhando um evento em tempo real. A repórter disse: “Boa tarde, governador. Boa tarde a todos. Estamos ao vivo pela CNN…”. O canal da Avenida Paulista estava com o Visão CNN no ar.

Em seguida, a GloboNews cortou o sinal, de repente, para o estúdio. Raquel, do Edição das 10h, explicou que o público tinha acabado de ver a entrevista do governador de São Paulo, como se ela já tivesse acabado. “O Edição das 10h termina aqui. Essa Edição estendida para essa cobertura longa em relação ao novo coronavírus”. Na sequência iniciou o Estúdio I.

Vale lembrar que a GloboNews, costuma seguir com o jornal, mesmo após o horário de término, quando a entrevista é importante. Nesta ocasião, chamou atenção que o Edição das 10h há havia passado cerca de 5 minutos de seu horário e foi interrompido logo após a publicidade da CNN.

Assim como todos os canais do Grupo Globo, não recomenda citar qualquer concorrente em sua programação. A emissora costuma evitar qualquer referência de algo que possa lhe tirar a audiência. Apesar da preocupação, a GloboNews segue à frente da CNN no Ibope.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais