Publicidade

GloboNews dobrou sua audiência desde a estreia da CNN Brasil

Canal carioca tem três vezes mais público que rival

Maria Beltrão, no Estúdio I, um dos destaques de audiência da GloboNews
Publicidade

As últimas semanas na televisão paga têm sido as mais interessantes dos últimos tempos. Após a estreia da CNN Brasil, os canais de televisão passaram a travar uma batalha pelo telespectador que acompanha notícias no segmento. A audiência da GloboNews nos últimos dias, nesse período de tantos acontecimentos importantes e grande interesse dos espectadores pelo noticiário sobre o Coronavírus, teve crescimento considerável.

Dados obtidos com exclusividade pela reportagem do Observatório da TV apontam que a audiência do canal de notícias da Globosat dobrou desde 15 de março, data da estreia da CNN Brasil. Na ocasião, os cariocas mudaram toda a sua programação para não perder público. Ademais, um programa sobre a pandemia do coronavírus foi produzido às pressas. Desde a data, a emissora intensificou a cobertura sobre a crise sanitária.

De modo que isso a converteu em líder de audiência em todo o Brasil no último domingo (22), quando exibiu outro programa sobre a pandemia. O canal enfatizou que é o único de notícias no top 15 da TV paga.

Continua depois da publicidade

De 15 a 22 de março, a saber, mais de 12 milhões de pessoas passaram pela GloboNews. Só para ilustrar, isso significa um acréscimo e 121% de audiência. A emissora tem o triplo de audiência da CNN Brasil, o segundo canal de jornalismo melhor colocado.

Após uma semana de uma grande cobertura, com mais de 17 horas de jornalismo ao vivo por dia, a GloboNews viu todos os seus telejornais crescerem. Com efeito, o destaque vai para os que dobraram a audiência na comparação com todas as semanas do ano: Estúdio i (100%); Edição das 16h (177%); Edição das 18h (136%); Em Pauta (95%); J10 (+89%) e Edição da Meia-noite (83%).

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade