Para não demitir, SBT acaba com programa esportivo no Rio de Janeiro

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O SBT decretou nesta segunda-feira (21) o fim do programa esportivo Esporte Mágico, que era exibido nas manhãs de domingo da emissora de Silvio Santos no Rio de Janeiro. A medida foi tomada para evitar que a emissora demitisse mais nomes do que já foram dispensados nas últimas semanas.

Segundo apurou o Observatório da Televisão, o fim do programa também ocorreu para que os programas diários da emissora no Rio (o telejornal SBT Rio e o esportivo SBT Esporte Rio) não fossem prejudicados. Os profissionais usados no Esporte Mágico, como a apresentadora Mônica Chagas, serão usados nas outras atrações da emissora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Criado em 2015, o Esporte Mágico era exibido inicialmente nas tardes de sábado. Em abril, mudou de horário e foi transferido para a faixa da manhã de domingo, às 9h, antecedendo o seriado Chaves. Nos dois horários, ganhava da Record TV e era vice-líder de audiência.

Na semana passada, o SBT teve que terminar o seu núcleo de Jornalismo no interior do Rio de Janeiro por contenção de gastos. Antes disso, foram dispensados o repórter Sid Marcos e a editora de rede Ana Carolina Stern, conhecida como Kika Stern. Eles atuavam para os telejornais nacional, como o SBT Brasil. Mesmo morando no Rio de Janeiro, as suas vagas eram registradas em São Paulo.

Estima-se que todo o Grupo Silvio Santos tenha que demitir mais de 150 profissionais devido a uma crise financeira. A consultoria para os cortes são realizados pela Galeazzi & Associados, empresa que é especializada nesse tipo de assunto. Além de demissões, o SBT tem feito corte de gastos e poupado onde for possível.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais