O Sétimo Guardião: Após escândalo, Jurandir larga Milu e decide ir embora de Serro Azul

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Jurandir (Paulo Miklos) não suportará ser apontado como pecador por moradores de Serro Azul. Quem fez isso foi Mirtes (Elizabeth Savalla), via internet, se passando pelo Tarja Preta. Para ele, isso é uma vergonha e não há possibilidade de continuar vivendo na cidade. Com isso, vai querer levar Elisa (Giullia Buscacio) embora. Ela vai se opor a ideia e comprar uma briga com o pai. Confira.

“Não estou entendendo, pai. Qual a razão dessa viagem repentina?”, questionará a moça. “Uma coisa muito forte”, responderá Jurandir. “O senhor não está pensando em me levar para o convento, está?”. “Não. Isso já tirei da cabeça. Mas botei outra coisa no lugar. Essa não é só uma viagem. É uma mudança!”. “Mudança? Pra onde? Mas por quê?”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Bebeto descobre que Nicolau escondeu resultado de seu teste de dança, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Não quero ficar nem mais um dia aqui! Com minha aposentadoria, podemos viver em qualquer lugar, de preferência longe de Serro Azul…”. “Mas e eu? O senhor pensou em mim ao tomar essa decisão? Nos meus estudos, no meu namoro?”. “Com o sacristão? Isso é só um fogo de palha!”. “Eu e Maltoni temos planos pro futuro juntos!”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Logo você se esquece e encontra outro rapaz no próximo destino. Amor de verão é assim mesmo”, minimizará. “O que sinto por Maltoni é coisa séria, pra valer… Como o que o senhor sente pela dona Milu!”. “Eu não tenho mais nada com a… aquela mulher!”. “Vocês não estão mais juntos?! Mas por quê? O que aconteceu?”.

“O que eu tive com ela foi… foi um amor de outono! Já estamos com as folhas caindo, galhos secando”. “Pra florescer logo adiante, pai! Não é uma briga que muda um sentimento. É só dar tempo ao tempo”. “Tempo é o que eu e ela temos de menos”. “A dona Milu mudou o senhor! Eu lhe vi pela primeira vez doce, em paz, carinhoso… Não volte a ser o homem de antes”.

“Aquele era o homem correto, sem máculas e que vivia nos preceitos de Deus!”. “O senhor voltou a ser beato?!”. “Você me respeite, Elisa! E se despeça dessa casa… Vamos sair daqui ainda hoje”. “Desculpa, mas… Não faz sentido a gente mudar nossa vida, só porque o senhor dispensou sua namorada!”.

E mais!

“Vamos nos mudar porque passei por um escândalo que não vai ter fim e acabou na internet! Sabia que uma vez lá, não há como apagar?! Daqui a anos se alguém quiser acessar minha desgraça, é só entrar no site do Tarja Preta e vai estar tudo lá… Fui amaldiçoado porque me envolvi com uma mulher pagã! Ah, como eu me arrependo!”.

“O amor não é uma maldição… É a melhor coisa que lhe aconteceu na vida! Devia brigar com o mundo, mas seguir namorando dona Milu”. “Lá tenho idade pra namorar? A gente era amasiado. Dois amancebados que viviam na perversão!”. “Então, se case com ela. O senhor é viúvo e ela é solteira. É simples!”. “Chega! Já chamei um táxi de Greenville, que deve estar a caminho. A gente embarca as malas e parte sem olhar pra trás”.

“Eu não concordo com nada disso…”, deixará claro Elisa. “Se resigne que é seu melhor remédio”. “Impossível!”, falará ela e sairá. “Elisa, volte aqui! Onde você vai?”. “Se acha que vai me carregar pra longe do Maltoni… o senhor está muito enganado!”, avisará. “Não dê nem mais um passo, menina!”, afirmará Jurandir, tentando impor autoridade.

Clique, aqui, e continue lendo sobre este capítulo…

CONFIRA O RESUMO DOS CAPÍTULOS DESTA SEMANA

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio