O que estava no ar na TV em 2011, ano de Fina Estampa?

Em 2011 na TV brasileira, séries na faixa das 21h, linha de shows mais cedo e novela das 11: relembre

Publicado há 5 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A novela Fina Estampa voltou à tela da TV Globo em 23 de março, exatamente oito anos depois da exibição de seu último capítulo, o que ocorreu em 2012. O primeiro capítulo foi exibido em 27 de agosto de 2011.

O Observatório da TV relembra o que estava no ar nesses últimos meses de 2011, quando a novela de Aguinaldo Silva dirigida por Wolf Maya era o cartaz inédito das 21h na emissora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na linha de shows, às 22h, não havia muita diferença em relação ao que a TV Globo exibe hoje em algumas noites. Segunda-feira era dia dos filmes da Tela Quente, às quartas geralmente o futebol e nas sextas as reportagens do Globo Repórter.

Também havia às quintas o Amor & Sexo, com Fernanda Lima, e antes dele A Grande Família, que só se encerraria em 2014. Nos sábados o Zorra Total, que só perdeu o adjetivo a partir de 2015.

O Vale a Pena Ver de Novo apresentava as últimas semanas de O Clone (2001/02), atualmente em cartaz no Viva. Já em setembro a novela de Glória Perez seria substituída por uma de Ivani Ribeiro, Mulheres de Areia (1993), esta em sua segunda reprise na sessão.

Na sequência das tardes, a receita que durou até 2014: Sessão da Tarde e Malhação. A primeira semana de Fina Estampa às 21h foi a última da fase da “novelinha” estrelada por Bruno Gissoni, Daniela Carvalho e com grande destaque para Marcello Melo Jr.

No dia 29 de agosto de 2011 estreou a temporada Malhação – Conectados, cujos protagonistas eram Bia Arantes, Caio Paduan e Thaís Melchior.

As novelas inéditas do ano de Fina Estampa e outras atrações da noite na TV

Quando Fina Estampa estreou às 21h em sua exibição inédita, o horário das 18h na TV Globo era ocupado por Cordel Encantado, de Duca Rachid e Thelma Guedes. No entanto, já em setembro, no dia 26, a vaga foi ocupada por A Vida da Gente, de Lícia Manzo.

No horário das 19h, a “irmã” de Fina Estampa em seus primeiros dois meses foi Morde & Assopra, de Walcyr Carrasco. Em outubro de 2011 estreou Aquele Beijo, de Miguel Falabella, que só terminou quase um mês depois de Tereza Cristina e companhia.

Ainda, foi em 2011 que a TV Globo implantou as chamadas “novelas das 11”, com uma nova versão de O Astro, de Janete Clair.

Escrita por Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro com a colaboração de Tarcísio Lara Puiati e Vitor de Oliveira, a primeira novela das 11 foi lançada em julho e ficou no ar até outubro.

No SBT, já quase às 23h, ia ao ar Amor e Revolução, de Tiago Santiago. Disponível atualmente no SBT Vídeos, em sua totalidade, a história se passava nos tempos do regime militar no Brasil.

Era protagonizada pelo casal formado por José Guerra (Cláudio Lins) e Maria Paixão (Graziella Schmitt). Ele, um militar, filho de um general linha-dura, Lobo Guerra (Reynaldo Gonzaga). Ela, uma guerrilheira.

Era a fase do SBT com sua linha de shows às 20h, logo depois do SBT Brasil. A emissora apresentava atrações como Qual É o Seu Talento?, Esquadrão da Moda e Quem Convence, Ganha Mais.

Já a Record TV, por sua vez, levava ao ar Rebelde, versão de Margareth Boury para a obra de Cris Morena, e Vidas em Jogo, de Cristianne Fridman. Entre as duas, na faixa das 21h, competia com Fina Estampa a série norte-americana CSI.

Na Band, a concorrência era com outra série de investigações criminais, NCIS. Nas noites da Record TV havia também uma edição de A Fazenda, a quarta delas, cuja vencedora foi Joana Machado, e o Legendários, com Marcos Mion, aos sábados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais