Marcela Rahal estreia como titular do Live CNN Brasil e lê mensagem de hater

Jornalista estava na função de repórter e cobria governo do Estado de São Paulo

Publicado há 4 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A jornalista Marcela Rahal voltou à bancada de um telejornal, nesta segunda-feira (29), no Live CNN Brasil. Ela substitui a namorada de Phelipe Siani, Mari Palma, que deixou a atração por não se identificar com temas mais pesados, como política e economia. Agora, ela terá um programa de soft news, o CNN Tonight.

Nos bastidores a aposta seria que Elisa Veek, atual âncora do Novo Dia, fosse a escalada para a missão no lugar de Mari. Além de descontraída, ela já havia substituído a morena, quando se infectou com o novo coronavírus e precisou ficar em isolamento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, a direção da CNN Brasil optou pela repórter de campo Marcela Rahal. Atualmente, ela cobria diariamente o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo. Rahal fazia entradas ao vivo, geralmente, no Visão CNN, no início de tarde.

Marcela Rahal e Phelipe Sini, do Live CNN Brasil (Reprodução)

Além disso, Rahal, que é casada com o âncora do Novo Dia Rafael Colombo e apresentou jornais na Record News, já havia ancorado plantões de final de semana, que costumam ser muito longos e exigem mais jogo de cintura. O desempenho dela, provavelmente, foi decisivo para transformá-la em âncora titular.

Durante o programa, Marcela Rahal brincou, se mostrou descontraída. No momento de ler os tuítes dos telespectadores, acabou reproduzindo o de um hater, que dizia que, pelo menos, o Naka, Fernando Nakagawa, ficou, em alusão à saída de Mari.

“Tem gente desejando boa sorte para mim, tem gente lamentando, mas faz parte. É do jogo”, disse em tom de bom humor. Ela ganhou, claro, o apoio de seu colega de bancada, Phelipe Siani.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais