Magia de arquipélago chileno impressiona equipe de Os Dias Eram Assim

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A supersérie ‘Os Dias Eram Assim’ começou a ser gravada em janeiro, em Chiloé, arquipélago ao sul do Chile. O destino escolhido para ambientar as cenas do exílio de Renato (Renato Góes) foi do diretor artístico da obra, Carlos Araújo. Na trama, o jovem médico precisa fugir do Brasil após ser vítima de uma armadilha de seu rival, Vitor (Daniel de Oliveira). Ele acaba se refugiando na ilha, que foi o destino de muitos exilados brasileiros naquela época. Ao diretor, também lhe interessava a beleza do cenário chileno, que ainda não conhecia. “Visualmente, a ilha causa um impacto interessante. Sempre quis gravar lá porque é muito cinematográfica. Foi uma motivação muito emocional, estava buscando coisas que mexiam com a gente”, justifica o Carlos Araújo.

A magia do local também causa impacto na ficção. Em Chiloé, Renato (Renato Góes) vai, aos poucos, se deixando encantar pela médica Rimena (Maria Casadevall), filha de Hernando (Alfredo Castro) e Laura (Cyria Coentro). Uma mulher que carrega em si um pouco da atmosfera mística da ilha e vai, assim, ajudá-lo a reencontrar a felicidade, após ser obrigado a deixar seu grande amor no Brasil, a estudante de Letras, Alice (Sophie Charlotte).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante duas semanas, parte do elenco da supersérie gravou cenas de seus personagens em Castro, principal ilha do arquipélago, além de outras localidades da região, acessíveis apenas por balsas, como a pequena Lemuy. Uma igreja em San Juan tombada pelo patrimônio histórico ambientou o casamento de Renato (Renato Góes) e Rimena (Maria Casadevall); e no lago Huillinco foi recriada uma minga, técnica local de transporte aquático das casas costaneiras. O curanto, um assado com frutos do mar e carnes variadas, feito na terra, é outra tradição da cultura chilote que aparecerá na produção.

Renato Góes, protagonista da trama, se impressionou com o sobe-e-desce das águas dos lagos, que alteram o cenário em questões de horas. “O fato de eu ter filmado no meio do rio, dentro de um barco navegando e, poucas horas depois, voltar ao mesmo lugar andando foi bastante marcante”, relembra o ator, que se emocionou ao contracenar com a atriz local, Luz Jimenez: “Os olhos dela eram os mais lindos e expressivos que eu já vi na vida!”.

Maria Casadevall, que vive Rimena, cita a experiência de gravar em Chiloé como mágica. “É uma parte do Chile que preserva toda a atmosfera mística da América Latina, mas de uma forma mais especial, quase intacta. Cada canto da ilha que você olha reflete a cultura de lá. Pude me conectar com essa energia”, obversa. “Os chilotes vivem de acordo com os ciclos da natureza e isso é muito bonito. Parece que eles não foram atropelados pela globalização, de certa forma. O apego e o carinho com as próprias origens foram bem bonitos de se observar”.

Entre o elenco que participou das gravações no Chile, estão ainda o ator chileno Alfredo Castro, que faz uma participação como Hernando, pai de Rimena, e a atriz Cyria Coentro, intérprete de Laura, mãe da personagem de Maria Casadevall.

Escrita por Angela Chaves e Alessandra Poggi, com direção artística de Carlos Araújo, ‘Os Dias Eram Assim’ tem previsão de estreia para abril.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais