Relembre a carreira de Carla Salle, a Leila de Totalmente Demais

Atriz já fez quatro novelas, duas superséries e protagonizou, este ano, série da Netflix

Publicado há 7 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último dia 30, a TV Globo começou a transmitir, às 19h, uma edição especial de Totalmente Demais, novela de Rosane Svartmann e Paulo Halm, exibida em 2015/16 na mesma faixa.

A reprise ficará no ar durante o período da pandemia do coronavírus, em substituição a Salve-se Quem Puder, que vai retornar na sequência. Na trama dirigida por Luiz Henrique Rios, Carla Salle vive Leila, uma estudante de jornalismo idealista e questionadora que namora Fabinho (Daniel Blanco).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fabinho (Daniel Blanco) e Leila (Carla Salle) em Totalmente Demais (Foto: Divulgação/TV Globo)

Com quatro novelas em sua trajetória, além de séries, filmes e trabalhos como modelo, a atriz iniciou a carreira nos palcos, onde seu talento lhe rendeu um convite para fazer Malhação Conectados, em 2011, sua estreia na TV.

Na temporada escrita por Ingrid Zavarezzi, Carla viveu Natália Fernandes, a Pintinha, a preconceituosa namorada de Ziggy (Felipe Haiut).

Carla Salle como Natália em Malhação Conectados (Foto: Reprodução/TV Globo)

Com o destaque por sua atuação na novelinha teen, Carla Salle continuou na telinha e interpretou, em 2013, Melissa de Maria Carmim Rabello, a Mel, em Sangue Bom, novela das 19h de Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari.

Fútil como a mãe Damáris (Marisa Orth), a personagem sempre sonhou em ser rica e famosa.

Carla Salle como Mel em Sangue Bom (Foto: Divulgação/TV Globo)

Em 2015, a atriz chegou ao horário nobre e deu vida a Heloísa Gomes Batista em Babilônia, folhetim de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga.

Carla Salle como Helô em Babilônia (Foto: Reprodução/TV Globo)

Na história, Helô, como era chamada a personagem, era uma prostituta que trabalhava para Murilo (Bruno Gagliasso) e que sofreu ao apaixonar-se por Guto (Bruno Gissoni) e perceber que ele não a tratava com respeito.

Nas superséries da TV Globo, Carla Salle marcou presença, em 2017 e 2018, em Os Dias Eram Assim e Onde Nascem os Fortes. Na produção de Ângela Chaves e Alessandra Poggi, que foi ambientada no período da Ditadura Militar, a atriz viveu Maria Reis, irmã de Gustavo (Gabriel Leone).

Carla Salle como Maria Reis em Os Dias Eram Assim (Foto: Divulgação/TV Globo)

Com os irmãos mais velhos fora de casa, a jovem é obrigada a desistir do sonho de se formar em Psicologia para ajudar a mãe, Vera (Cássia Kiss), na administração da Egalité.

Já na trama de George Moura e Sérgio Goldenberg, Carla fez Valquíria, funcionária de Pedro Gouveia (Alexandre Nero) na fábrica do Sertão. Cheia de dores e marcas do passado, a jovem, com a ajuda de Rosinete (Débora Bloch), se envolve com Hermano (Gabriel Leone), o filho adotivo do patrão.

Carla Salle como Valquíria em Onde Nascem os Fortes(Divulgação/ TV Globo)

Afinal, por onde anda Carla Salle?

Sem aparecer na telinha da Globo em uma produção inédita desde 2018, Carla Salle surgiu, em janeiro deste ano, como Nina Peixoto, a protagonista da série Onisciente, produção de ficção científica da Netflix, criada por Pedro Aguilera e produzida pela Boutique Filmes, de Tiago Mello.

A série retrata um mundo vigiado por drones, que registram tudo o que as pessoas fazem no dia-a-dia. Na história, Nina é uma programadora desta empresa que encontra seu pai assassinado.

Como nenhum crime foi delatado e todos ao seu redor parecem querer esconder o fato para não mostrar as falhas do sistema, ela traça um plano, com a ajuda do irmão Daniel (Guilherme Prates) e de uma misteriosa aliada, Judite (Sandra Corveloni), para conseguir acesso às imagens do drone do pai e desvendar o que houve.

Carla Salle como Nina em Onisciente, série da Netflix (Foto: Reprodução/Netflix)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio