Lula diz que Globo esconde a verdade e emissora rebate: “Vai continuar”

Político classificou edição do Jornal Nacional como “épica”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta quarta-feira (11), o ex-presidente Lula fez sua primeira manifestação pública após o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anular as condenações pela Justiça Federal no Paraná e devolver os direitos políticos ao principal representante do Partido dos Trabalhadores.

Durante o longo discurso na sede do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, em São Paulo, Lula citou a edição do Jornal Nacional de terça-feira (9) e disse que “pela primeira vez a verdade prevaleceu“. As informações são de Mauricio Stycer, do UOL.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Fiquei muito feliz porque depois da divulgação de tanta mentira contra mim, ontem acho que tivemos um Jornal Nacional épico. Acho que quem assistiu televisão não estava acreditando no que estava vendo. Pela primeira vez a verdade prevaleceu”, pontuou o ex-presidente.

Logo na sequência, em nota lida ao vivo pela jornalista Aline Midlej, na GloboNews, a emissora contestou a alegação do petista. “O ex-presidente Lula fez críticas aos órgãos de imprensa, e à Globo em especial. Elogiou a cobertura do Jornal Nacional, que classificou de ‘épica’”, começou Aline.

“Deu a entender que ontem a Globo relatou a verdade, o que antes não fazia. E desejou que este passe a ser o padrão do jornalismo da emissora. O ex-presidente está errado. O jornalismo da Globo se dedica a relatar os fatos e buscar a verdade e vai continuar a fazê-lo, mas não somente os fatos e as verdades que lhe sejam favoráveis”, completou a Globo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio