Juju Salimeni fala sobre sua dieta fitness e polêmicas do início da carreira no Programa do Porchat

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Todo sábado à noite, Juju Salimeni mostra seu corpo sarado ao lado de Marcos Mion e da equipe do Legendários e enlouquece a plateia. Mas mais do que isso: a loira tem se destacado em quadros de desafio como o Você Faz o Que Eu Faço? e matérias especiais até mesmo fora do país. Nesta segunda-feira, 28/11, ela senta no sofá de Fábio Porchat para uma entrevista sobre carreira, vida pessoal e sua rotina fitness.

“Faço dieta e treino há 15 anos. Ao longo dos anos, fui restringindo aos poucos. Tem uns sete anos que ficou muito restrito… Quem faz esse tipo de dieta tem que entender que comida não é um prazer. Eu sou feliz de outra forma, sem comer”, dispara.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Embora esbanje coragem durante as gravações do programa comandado por Mion, Juju tem muito medo de um inseto que é o pavor de outras pessoas também: barata. Durante o bate-papo com Porchat, o apresentador brinca com um desses bichos de mentira e a faz pular do sofá de susto. A galera cai na risada!

Além disso, Juju fala sobre os boatos a respeito da reputação de algumas Panicats na época em que integrava o programa de humor Pânico. “Eu nunca fui afetada. Então, não sofri com isso. Mesmo estando de biquíni, eu procurava ser engraçada e não vulgar”, declara. E complementa: “Diretamente, nunca tive proposta (para fazer programa). Chegavam em assessores… Mas eu tenho 11 anos de relacionamento. As pessoas nunca chegavam muito em mim. Agora, menos ainda”, diz, referindo-se ao seu casamento com Felipe Franco.

A dupla João Bosco & Vinicius também participa do programa e fala sobre o rótulo “sertanejo universitário”, o novo DVD e também parcerias com outros cantores. Na descontraída conversa com Fábio Porchat, os dois também comentam a fama de “música de corno” que acompanha os sertanejos. “É bom demais tomar um pé na bunda, ouvir música sertaneja e tomar uma (cerveja). O gostoso é beber sofrendo”, afirma João Bosco, divertindo o apresentador e a plateia.

Eles ainda relembram que, no início da carreira, quando ainda não faziam dupla, competiam um contra o outro em shows de calouros. Foi no fim de uma destas competições que os dois resolveram tocar juntos. Nesta mesma época, os cantores também contam que se apresentavam em festas de república, lugar onde universitários costumam morar durante a faculdade.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio