Ivete Sangalo, Iza, Lulu Santos e Michel Teló falam sobre fase de batalhas do The Voice Brasil

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das fases de The Voice Brasil mais aguardadas pelo público está se aproximando. A partir desta terça-feira (20), os 64 participantes da atual temporada começam a se apresentar em duplas, nas batalhas.

Cabe aos técnicos definir quais cantores dividirão a mesma música. Ao final da apresentação, apenas um deles segue no reality musical. A voz que não for escolhida por seu técnico fica disponível para os outros times através do botão ‘peguei’. Se nenhum outro técnico salvar, o competidor deixa a disputa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Iza, técnica estreante no programa, já preparou o seu time para a nova etapa. “Uma coisa que eu falei bastante, e que acho muito importante, é que nem sempre tudo aquilo que você faz é o necessário para a música”, declarou.

“Isso também fez parte da minha lista quando eu estava nas audições. Você precisa entregar aquilo que a música pede. Precisa haver um casamento entre a voz e a canção. Nem sempre todos os melismas do mundo, por mais perfeitos e lindos que sejam, precisam estar na canção se a emoção e a mensagem da música não pedem isso”, ponderou a cantora.

Veteranos se pronunciam

Ivete Sangalo ressalta a importância de o participante estar seguro na música para ter um bom desempenho. “A opinião do time é fundamental e sempre foi priorizada. Embora eu traga as minhas ideias, sempre pondero a percepção do artista sobre ele mesmo e o que ele vai interpretar”, opinou.

“Eu prefiro que ele esteja feliz e confortável, então não há imposições. O planejamento de arranjos é sobre como eles podem tirar o melhor da característica da voz de cada um. Não é um duelo, é um dueto”, destacou.

Michel Teló revelou o que para ele é um dos segredos para seguir na competição: estar muito bem preparado para a apresentação. “Eu acho que as vozes têm que se preparar muito para a música que a gente escolhe”, refletiu.

“A gente prepara esse momento com muito carinho. É um desafio porque tem o nervosismo de saber que um deles vai sair da competição, ou do time, pelo menos. E se nenhum outro técnico usar o ‘peguei’, ele deixa o programa. Mas eles precisam saber controlar e dosar essa tensão e fazer uma apresentação bonita em conjunto. Um tem que ajudar o outro”, ponderou o sertanejo.

Lulu Santos destacou que o mais importante é que os participantes consigam enxergar que existe um lugar para uma dinâmica de crescimento dentro do próprio desenrolar do concurso.

“Eles precisam compreender bem o que eles estão fazendo ali e o que eles ganham com a abnegação que é necessária para passar para a próxima etapa. E ter em mente que esse é um jogo de eliminação, e isso começa agora”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais