Guilherme Fontes confessa que público tinha medo dele em A Viagem

O ator vivia Alexandre, espírito obsessor que atormentava os protagonistas

Publicado há 25 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Prestes a voltar ao ar no Viva, A Viagem tem como um dos personagens mais marcantes o vilão Alexandre. Vivido por Guilherme Fontes, o malvado é um espírito obsessor que atormenta os protagonistas do folhetim de Ivani Ribeiro, que reestreia nesta segunda-feira (21).

Em A Viagem, Alexandre é um rapaz problemático que tenta roubar um banco e acaba matando o bancário. Ele é condenado, preso e acaba se matando na cadeia. Porém, a alma de Alexandre não consegue se desprender do mundo terreno, já que ele alimenta um ódio das pessoas que o entregaram à polícia. Por isso, ele passa a atormentar os responsáveis pela prisão.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista à coluna de Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo, Guilherme Fontes relembra que as pessoas tinham medo dele quando a novela foi ao ar originalmente, em 1994. “Teve uma vez num posto de gasolina, em um lugar muito ermo, que só tinha uma lampadazinha. Quando cheguei para pagar, o cara tomou um susto muito grande e saiu correndo, foi embora. Deixei o dinheiro pendurado. Foi ridículo”, contou.

Alexandre também costumava meter medo em crianças. “Outra vez, em um avião, tinha uma criança tocando o maior terror. Ela veio correndo, deu uma pancada na porta do piloto. Quando virou, deu de cara comigo. E eu estava rindo e olhando para ela, com cara de doido. Ela ficou desesperada! [risos] Saiu correndo, chorando, mudou o tom, ficou muda lá trás”, revelou à coluna.

A Viagem é uma novela de Ivani Ribeiro, escrita com Solange Castro Neves. Com direção de Wolf Maya, a produção foi um grande sucesso no horário das sete em 1994. A trama já foi reprisada duas vezes na Globo e, agora, ganha uma segunda reprise no Viva.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio