STREAMING

Doc Investigação, série do gênero true crime, produzida com exclusividade para o PlayPlus estreia no streaming

A produção em 12 episódios, comandada pela repórter Thais Furlan, mostra detalhes e entrevistas inéditas sobre casos policiais que abalaram o país

Publicado em 10/01/2024

O ano de 2024 começa com novidades exclusivas para os assinantes do PlayPlus, o serviço de streaming da RECORD. A partir do próximo domingo (14), a plataforma disponibiliza a série Doc Investigação, uma produção exclusiva e inédita, nos moldes do gênero true crime, que faz tanto sucesso pelo mundo. 

Em 12 episódios, a repórter investigativa Thais Furlan reconta com detalhes, nunca antes abordados, grandes crimes que abalaram o Brasil.  “Sou repórter setorista de polícia. É o que amo fazer. Faço investigação, direitos humanos, dia a diada polícia e assuntos de segurança pública. Sempre fiz isso, estou há 18 anos na RECORD. E me convidaram para esse projeto, nem acreditei. Para o repórter policial, poder participar de um projeto desse tamanho, sobre crimes reaisé como ganhar na loteriadiz Thais, orgulhosa do trabalho.  

A produção combina a linguagem moderna das plataformas de streaming com o jornalismo investigativo que está no DNA da RECORD. “Recebi a missão – ao lado de uma equipe brilhante de jornalistas – de recontar 12 crimes que marcaram o país. Percorremos todas as regiões do Brasil. E também estivemos naVenezuela e Itália. Foram 8 meses de estrada! Mais de duzentas entrevistas. Encontramos vítimas, suspeitos, assassinos, presos inocentes”, relata a repórter.  

O Doc Investigação traz entrevistas inéditas com familiares de vítimas de crimes bárbaros, e também com criminosos que, diante de Thais, trazem detalhes impressionantes e, até então não revelados, dos casos.  

No domingo (14), o PlayPlus disponibiliza aos assinantes os três primeiros episódios da série. Na sequência, a cada semana, um novo episódio será liberado. 

Na estreia do Doc Investigação, entram na plataforma as reportagens sobre o caso Bernardo Boldrini, o garoto de 11 anos que desapareceu em abril de 2014 em Três Passos (RS). O corpo do menino foi encontrado dez dias depois, enterrado às margens de um rio. Neste episódio, Thaís tem uma conversa reveladora com Graciele Ugulini, madrasta de Bernardo, condenada pela morte do enteado.  

O segundo episódio trata do caso Jeff Machado, o ator que sonhava em ser contratado para fazer uma novela na Globo, e cujo corpo foi encontrado em um baú. Aqui, a repórter entrevista com exclusividade Jeander Vinícius, preso pela participação no assassinato do rapaz.  

Já no terceiro episódio é abordado o caso Pesseghini. Em 2013, cinco pessoas foram encontradas mortas dentro de casa, na Brasilândia, zona norte de São Paulo. Entre as vítimas, estavam os policiais militares Luís e Andréia Pesseghini. As investigações apontam um único assassino: o filho do casal, Marcelinho, que logo em seguida teria cometido suicídio. Onze anos após o crime, um amigo do menino faz revelações inéditas sobre os últimos momentos de Marcelinho. 

A lista de episódios inclui ainda: os abusos sexuais do médico Eugênio Chipkevitch em São Paulo; o misterioso assassinato das jovens Duda e Tarsila, no caso Serrambi, em Pernambuco; a suspeita de tráfico de órgãos do menino Paulo Pavesi, em Minas Gerais; os planos da socialite Anne Frigo para matar o namorado, Vitor Jacinto, na Grande São Paulo; a prisão do ex-prefeito Fuvio Serafim, que teria tirado a vida da mulher, Juliana Pimenta, no Espírito Santo; os homicídios dos adolescentes Liana Friedenbach e Felipe Caffé no conhecido “Caso Champinha”; os crimes de Cirilo Barros, o brasileiro mais velho na lista de procurados da Interpol; e a história do ex-seminarista Gil Rugai, condenado por assassinar o pai e a madrasta, em São Paulo. 

“Vamos falar de tráfico de órgãos, feminicídio, mortes em série, pais que matam filhos, filhos condenados por matar pais, erros judiciais gritantes, e muito mais”, diz Thais, ressaltando que o Doc Investigação é resultado de um trabalho sério e incansável, e trará revelações inesperadas. 

Sobre Thais Furlan: 

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, Thais está há 18 anos na RECORD, onde se destaca na realização de reportagens investigativas. Ela também já foi correspondente internacional da emissora em Nova York e Londres.  

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade