CEO da CNN Brasil fala sobre excesso de mudanças no canal: “São ajustes”

Para executivo, transformações são normais porque o canal ainda é novo

Publicado há 4 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O CEO da CNN Brasil, Douglas Tavolaro, falou sobre os primeiros 100 dias da emissora no ar. Um dos pontos que chamam a atenção do telespectador é a quantidade de trocas nas apresentações dos jornais. A grade de programação também foi modificada.

“As mudanças são naturais num canal que está nascendo. São ajustes que a gente faz, ajustes de grade, de programação, de conteúdo, feitos a partir de dados de pesquisas internas”, disse em entrevista ao site UOL.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele ainda considerou as movimentações dentro do canal como algo natural. “É um caminho natural para um projeto que nasceu há pouco tempo. Os vários talentos vão se conectando, você vai vendo o potencial de cada um e você vai encaixando na grade conforme o desempenho de cada um deles”, disse.

Carol Nogueira, no Expresso CNN (Reprodução)

O chefão da CNN Brasil foi perguntado se o canal não passa a impressão de estar improvisando. “Se você pensar, não foram tantas. As mudanças maiores aconteceram depois da saída do Gottino. Ele ocupava dois horários, e por isso tivemos que fazer um rearranjo”.

E Tavolaro concluiu: “Tivemos também a história do Waack, que foi obrigado a apresentar o programa da casa dele. Então, tivemos que colocar outro para apoiá-lo. Quando você mexe numa posição, tem que repor na outra, o que pode ter dado essa impressão de muitas mudanças. Não são tantas, não. O Rafael Colombo chegou, o Caio Junqueira foi promovido”.

Vale lembrar que Carol Nogueira, por exemplo, foi anunciada como âncora do 360°, foi movida para o Expresso CNN e levada para o Jornal da CNN. Depois, saiu para comandar o Novo Dia e, agora e por enquanto, está no 360°.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais