Antes de Ilhados, na Record TV, outras emissoras já apostavam em formatos semelhantes; relembre

De Ilha da Sedução ao Exathlon, dinâmica do novo reality não é novidade no Brasil

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Record TV promete para 2021 o reality Ilhados, formato inédito criado pelo núcleo de realities da emissora, que hoje é a que mais produz e exporta formatos dentre todas elas. No entanto, a premissa de isolar pessoas em ilha e colocá-las à prova não é novidade na televisão brasileira.

Nos primórdios deste nicho de programa, que no Brasil firmou-se no final dos anos 90 com No Limite (Globo) e depois teve sequência com Casa dos Artistas (SBT) e Big Brother (Globo), foram vários os que apostaram em algo bem semelhante com o que a Record TV vai nos apresentar muito em breve.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Provas, barracos, sabatinas, romances e todos os elementos básicos para o sucesso da fórmula, já conhecemos de cor e salteado. Relembre!

No Limite (GLOBO)

Zeca Camargo apresentou o No Limite, na Globo (Reprodução)

Calcado basicamente em provas de resistência física e sobrevivência, o reality foi ao ar pela primeira vez em 2000, com imensa repercussão. Deixou, porém, de ser produzido em virtude do fracasso de sua quarta e última edição, que, em 2009, acumulou sucessivas derrotas para A Fazenda.

A atração foi gravada na ilha de Marajó, no Pará, e teve em seu comando Zeca Camargo, hoje na Band. O reality foi baseado no norte-americano Survivor (CBS), que depois teve os direitos comprados pela Globo.

Ilha da Sedução (SBT)

Babi Xavier comandou a Ilha da Sedução, no SBT (Reprodução)

Apresentado por Babi Xavier, Ilha da Sedução foi produzido pelo SBT em 2022 e teve apenas uma única temporada. Assim como Power Couple, da Record TV, o reality apostava na relação entre casais, que tinham a fidelidade testadas a todo tempo. Os participantes ficavam em hotéis diferentes rodeados por solteiros.

A edição brasileira foi gravada no vilarejo de Samaná, na República Dominicana. Para participarem, os casais deveriam estar juntos há pelo menos 18 meses, além de apresentarem boa forma física. Cerca de quatro mil casais e nove mil solteiros se inscreveram para a maratona.

O Conquistador do Fim do Mundo (SBT)

O Conquistador do Fim do Mundo (SBT)

Apresentado por Celso Portiolli, a atração foi produzida em 2003 pela produtora Profilm, em parceria com emissoras dos países dos 14 participantes. O reality era uma competição entre cinco paíes: Brasil, Equador, Chile, EUA e México.

Cada país era representado por uma equipe de 14 pessoas, sendo sete homens e sete mulheres. Antes de entrarem na competição, todos eles passaram por rigorosas baterias de testes de aptidão física, natação, corrida e esportes de aventura.

Os competidores percorriam toda a região da Patagônia. O objetivo era conquistar a cidade de Ushuaia, capital da Terra do Fogo, conhecida como a “terra do fim do mundo”.

Exathlon (BAND)

Exathlon (Band)

Vinte competidores, sendo 10 famosos, disputaram o maior reality de resistência da TV, durante 13 semanas, em um local paradisíaco, na busca de conquistar o prêmio de R$ 350 mil.

O Exathlon, fenômeno da televisão em toda América Latina, não funcionou no Brasil, quando em 2017 foi produzido pela Band e teve em seu comando Luís Ernesto Lacombe e mais repercutiu por problemas com a produtora, reclamações de equipe técnica e famosos do que pela audiência do programa em si.

O programa foi inteiramente gravado na República Dominicana, a produção (que chegou a ser adiada por conta de um furacão) encontrou a reagião um tanto devastada após a passagem do furacão Maria.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio