Crise no Brasil faz Ingrid Guimarães perder programa: “As pessoas estão sem dinheiro pra comer”

Publicado há 2 anos
Por Leandro Lel Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com o alto indicie de desemprego no Brasil, 13 milhões, a TV também sofre com cortes de produções e até formatos são cancelados por não combinarem com o atual momento do país. Ingrid Guimarães apresentou por cinco temporadas o Além da Conta, GNT, que chegou ao fim em 2017 justamente por este motivo.

Na atração, Ingrid viajou para os Estados Unidos, sempre acompanhada de celebridades, onde mostrou dicas de compras, as extravagâncias, curiosidades locais, o momento de apertar os cintos, até que entrou para o mercado popular brasileiro, a tradicional 25 de Março, o Bom Retiro e o Mercado do Saara.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz, roteirista e apresentadora falou sobre o fim do programa: “Estamos em um momento do nosso país que não dá pra fazer mais. As pessoas estão sem dinheiro pra comer”. Mas em outubro, a comediante retorna à TV no comando do Viver de Riso, série especial do Viva.

Por enquanto, Ingrid finaliza a produção De Pernas Por Ar 3, os ensaios de Annie, o Musical com Miguel Falabella, e a parceria com Claudia Raia como uma das curadoras do Espaço Teatral ao lado do crítico de cinema Rubens Edwald Filho.

Fim do Além da Conta

Não vai ter mais. Estamos em um momento do nosso país que não dá pra fazer mais. Fiz até onde pude. Comecei com o Brasil no topo, dólar subiu, fiz mercado popular [25 de Março e Bom Retiro]. As pessoas estão sem dinheiro pra comer. Não cabe mais.

GNT

Venho com um novo [programa] em janeiro que vai falar sobre as relações amorosas nas redes [sociais].

Miguel Falabella

Em 20 anos de carreira nunca contracenamos juntos. Tenho me emocionado, as músicas fazem parte da minha infância. Estreia em 30 de agosto no Teatro Santander.

Tiago Abravanel

Sou muito apaixonada pelo personagem. A produtora da peça e o Tiago Abravanel me indicaram. Esse personagem foi feito por grandes pessoas. Estou fazendo uma atriz cantando. É engraçado, as crianças arrebentam. É um desafio maravilhoso, o maior dos últimos tempos.

Canal Viva

Em outubro estreio um documentário, Viver do Riso, que mostra pessoas que viveram da arte de fazer rir com vários temas. Entrevistei o Agildo Ribeiro pouco antes dele falecer. A comédia é muito pouco reverenciada. Tem um episódio sobre o Jô, Os Trapalhões, Dercy Gonçalves.

Parceria com Claudia Raia

Eu sou representante do cinema popular e ele [Rubens Edwald Filho] um crítico que respeita o cinema popular e sabe da importância desse cinema para o Brasil. Vamos agregar. Trazer os filmes de arte.

A ideia é fazer essa troca: a minha popularidade pra trazer essas pessoas pra ver esses filmes de arte, que não chegam nessas pessoas. E também fazer o contrário. O cinema que eu faço, junto com o Paulo Gustavo e o Leandro Hassum são importantes.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio