Sob Pressão volta com vista para o mar, mas não dá trégua

A quarta temporada da série chega sem nenhum alívio para o espectador

Publicado em 20/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A quarta temporada de Sob Pressão (TV Globo) chegou sem nenhum alívio para o espectador. Mesmo com a nova roupagem, uma locação renovada para o hospital, com linda arquitetura e vista para o mar, não há trégua. No primeiro novo episódio, houve facadas na rua e cenas de fome.

O segundo episódio, exibido nesta quinta-feira, 19, dobrou a aposta e já abriu com um atropelamento e batida de carro. O capítulo rodou por quase 50 minutos sem nenhum intervalo comercial. Se a intenção foi segurar o público na atração ou dividir com ele a tensão dos plantões médicos, o fato é que a série nos enerva até nossa própria capacidade de encarar situações-limite.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sob Pressão, atualmente na quarta temporada na TV Globo, é uma das melhores séries nacionais dos últimos anos, já reconhecida como obra em si e com elenco de primeira.  Marjorie Estiano e Julio Andrade foram premiadíssimos nos seus papéis desde a primeira temporada. A direção de Andrucha Waddington e Mini Kerti tem sido precisa e talentosa desde o princípio.

O seriado acertou sempre ao retratar sem firulas o drama do dia a dia vivido tanto pelos profissionais quanto pelos pacientes de um hospital da rede pública. É a cara do Brasil e, ao longo das temporadas, vimos refletido na série um mundo de denúncias do mundo real, de casos de corrupção à falta de medicamentos e equipamentos adequados.

Nas duas primeiras temporadas, havia a tensão sexual e as idas e vindas amorosas da dupla principal de médicos, Evandro (Julio Andrade) e Carolina (Marjorie Estiano). A terceira temporada, filmada no meio de 2020 e no auge da pandemia, foi denominada especial Plantão Covid, com somente dois episódios de muito acerto.

Esta quarta e nova temporada chegou com uma nova locação, o fictício Hospital Edith de Magalhães, uma unidade de referência e que não atende a casos da pandemia.

Como Carolina e Evandro parecem, enfim, acertados romanticamente, seria bom os autores desenvolverem desdobramentos para o elenco fixo que nos gerem maior identificação. Décio (Bruno Garcia), Vera (Drica Moraes), Mauro (Davi Júnior) e Charles (Pablo Sanábio) são personagens bem construídos e que podem render boas histórias paralelas.

Não é possível desconectar uma obra do seu tempo e os tempos não estão muito adequados para novas atrações sobre médicos, medicina e doenças na televisão. Nas TVs do mundo todo, a ordem é não adquirir ou estimular produções com essa temática; afinal, são milhões de mortos e a maior parte das nações ainda enfrenta a pandemia da Covid19.

Sob Pressão enfrenta este grande desafio. Manter a atratividade dos capítulos neste ambiente de overdose de cenas médicas num mundo tão doente e cheio de morte requer algum fio de esperança. Sou fã da série e torço para que ela sobreviva a mais esta temporada. Mas será preciso um pouco mais de amor, por favor.

* As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de sua autora e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio