Sob Pressão encerra primeira temporada com gosto de “quero mais”

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sob Pressão, sem dúvidas, já entra na galeria das melhores séries já produzidas pela Globo. O drama médico conseguiu o feito de agradar público e crítica, graças à temática interessante e cheia de possibilidades, ao elenco competente e à direção criativa e que deu credibilidade à obra.

Assim como nas séries médicas americanas, em Sob Pressão os episódios giravam em torno dos “casos do dia”. Nestas histórias semanais, não faltaram dramas cheios de conflitos, que denunciavam, principalmente, o descaso da saúde pública do Brasil. Cenário ideal para circular o protagonista, o médico Evandro (Julio Andrade), que é, ao mesmo tempo, idealista e desesperançoso. Idealista porque acredita na missão social de sua profissão, e briga por ela. Mas desesperançoso porque não confia mais nas instituições e nem no ser humano. Um homem contraditório, de carne e osso, em suma.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao seu lado, a médica Carolina (Marjorie Estiano) completava o painel ao se mostrar praticamente o oposto de Evandro. Sua fé contrabalançava o ceticismo de Evandro, enquanto seu otimismo conferia mais esperança. No entanto, Carolina escondia feridas profundas, físicas e psicológicas, que foram sendo desvendadas aos poucos. Nos últimos episódios, descobrimos que a médica era abusada pelo próprio pai quando criança. No fim, mesmo com todas as diferenças, Carolina é tão humana quanto Evandro.

O aprofundamento do perfil psicológico dos protagonistas de Sob Pressão deu substância e combustível aos episódios, fazendo com que o espectador desenvolvesse um envolvimento emocional com aquele hospital, seus pacientes e funcionários. Sem dúvidas, Sob Pressão é uma evolução no segmento das séries nacionais, que, no geral, ainda pecam pela narrativa seriada bastante calcada nas situações episódicas. O arco dramático que permeia a temporada é fundamental para a criação de um vínculo que permitirá à série uma longevidade. Sob Pressão, então, é um exemplo e aponta uma direção à produção de séries da Globo.

Felizmente, uma segunda temporada de Sob Pressão já está confirmada, o que dará a chance de o espectador estabelecer um envolvimento ainda maior com a série. E o que não faltam são boas histórias que ainda podem ser mostradas em Sob Pressão. O caráter multidimensional de seus protagonistas e o rico cenário ao qual estão inseridos permitem muitas abordagens, o que pode dar vida longa ao programa. Que assim seja!

Filhos da Pátria é uma excelente comédia de costumes sobre o Brasil

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio