Contratado pela Globo, Marcos Mion levará ao Caldeirão quadro que o consagrou na TV

Apresentador substituirá Luciano Huck aos sábados até dezembro

Publicado em 7/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após 22 anos, Marcos Mion retorna à Globo, desta vez com status de estrela. O apresentador estreia em 4 de setembro à frente do Caldeirão, como substituto de Luciano Huck, novo titular dos domingos. O comunicado da emissora, divulgado nesta sexta-feira (6), informa que o ex-Record comandará os sábados somente até dezembro, porém antecipa atrações que já mexeram com as expectativas do público nas redes sociais.

Por escalar Mion no jogo aos “45 do segundo tempo”, a menos de um mês da estreia, a Globo precisou recorrer a velhos conhecidos dos telespectadores O Ding Dong, gincana musical do extinto Domingão do Faustão, migrará para os sábados com outro nome: Essa Você Sabe, em que onde os convidados precisarão adivinhar canções apenas pela melodia. O game entre famílias Tem ou Não Tem será repaginado com celebridades (e promete ser melhor do que o piegas Tamanho Família, de Márcio Garcia).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A melhor “velha” novidade do Caldeirão está em um verdadeiro símbolo de Mion na televisão. O apresentador conseguirá realizar o sonho de explorar o maior acervo da TV brasileira para zoar. Sim, a Pérola Videoclíptica, do saudoso Piores Clipes do Mundo, ganhará uma versão global: Isso a Globo Mostra, em que, segundo o comunicado da emissora, “o apresentador temporário comenta com muito bom humor cenas marcantes da programação da Globo”.

Este é o formato mais manjado, barato e divertido de toda a trajetória do apresentador na televisão, tanto que ele o levou para a Band (que foi processada pela MTV por plágio) e para a Record, onde foi rebatizado com uma menção à concorrente: Vale a Pena Ver Direito (inspirado na sessão diária de reprises de novelas).

Embora simples, o quadro é genial, se considerarmos que a Pérola Videoclíptica detonava a principal matéria-prima da programação do canal onde trabalhava, a MTV. Podia ser um de Michael Jackson, ídolo de Mion e gênio do audiovisual. O apresentador, então com 21 anos, se debruçava horas em frente ao televisor caçando defeitos, falhas ou qualquer coisa que pudesse ser alvo de piada.

Graças à Pérola Videoclíptica que o Brasil tem Supla, uma das grandes celebridades deste século. Esquecido nos Estados Unidos, o herdeiro da família Suplicy foi lembrado pelo então recém-contratado da MTV, que odiou o clipe Green Hair e expôs todas as suas bizarrices na TV. O roqueiro voltou ao Brasil e chegou à final da Casa dos Artistas (2001), primeiro reality show do SBT, dirigido por Rodrigo Carelli, ex-MTV que reencontrou Mion em A Fazenda.

No Legendários, Mion ampliou a caça aos defeitos do passado para além dos clipes e se debruçou no arquivo sexagenário da Record. Ele ainda comandou edições do Vale a Pena Ver Direito sobre os realities Power Couple e A Fazenda. O público vibrou quando o apresentador resgatou o quadro na final da edição de 2020, vencida por Jojo Todynho.

Graças à Pérola Videoclíptica, fomos apresentados ao formato “react”, popularizado por Mion e grande elenco (o assistente Cidão, os mascotes Pé de Pano e Fante e o “sósia” Mionzinho). Duas décadas depois, este é o estilo de vídeo dominante no YouTube. Uma geração de influenciadores digitais aprendeu com o novo contratado da Globo, no início deste século, a linguagem da internet. Pioneirismo que chama, né?

Com o anúncio de Isso a Globo Mostra, a emissora que sempre se gabou de ter um “padrão de qualidade” sinaliza que quer rir de suas próprias falhas. No acervo incontável da Globo, Mion poderá brincar com sua própria atuação em Sandy & Junior, série que o revelou na televisão antes de ir para a MTV. Em 22 anos à frente de programas memoráveis da TV, o apresentador mostrou ao público que é possível unir irreverência e muito trabalho. Mion tem muito a ensinar à Globo. Que a líder de audiência aprenda com ele.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio